O San Antonio Spurs não escondeu o abatimento após a derrota no sétimo jogo da série decisiva da NBA. Na noite de quinta-feira, a equipe viu o Miami Heat se consagrar bicampeão da liga norte-americana de basquete ao batê-lo por 95 a 88, em casa, e fechar a série decisiva em 4 a 3, com dois triunfos consecutivos. E o argentino Manu Ginóbili admitiu que ainda não conseguiu esquecer o sexto jogo, quando o Spurs chegou a ter uma vantagem de cinco pontos a 28 segundos do fim do último quarto, mas acabou sendo derrotado na prorrogação.

"É muito duro estar tão perto do campeonato e ver como se desfaz a oportunidade de levantar o troféu", disse. "Há uma linha muito tênue entre celebrar e passar um verão excelente, e se sentir terrivelmente decepcionado", completou. "O jogo 6 ainda não sai da minha cabeça, estávamos tão perto do título e ele não veio. É muito difícil", finalizou o argentino, que fez 18 pontos na partida de quinta.

A decepção com a oportunidade desperdiçada de ser campeão também deu o tom do discurso de Tim Duncan, que lamentou as chances desperdiçadas pelo Spurs para ser campeão. "Vai ser difícil de superar. Chegamos ao sétimo jogo, ficamos à frente no sexto jogo e tivemos duas chances de ganhar o campeonato da NBA", disse o principal destaque do Spurs na sétima partida, com 24 pontos e 12 rebotes.

Já o técnico Gregg Popovich preferiu exaltar a luta dos seus jogadores e se disse orgulhoso do que a sua equipe fez em quadra. "Não poderia querer mais dos nossos garotos", declarou. "O que alcançaram neste ano foi algo que ninguém esperava. Mostraram muita força mental e um grande desempenho, o que lhes permitiu chegar onde chegaram. Não posso me sentir mais orgulhoso", disse.