Carlos Rhienck/Hoje em Dia
Ronaldinho Gaúcho
Renovação de Ronaldinho Gaúcho será o primeiro desafio do Atlético em 2014

O técnico Paulo Autuori será obrigado a travar uma árdua corrida contra o relógio assim que assumir o Atlético. O novo treinador terá apenas 21 dias para conhecer o elenco e preparar o time para a estreia na Copa Libertadores 2014, competição em que o Galo tentará o bicampeonato.

Dentro do prazo, Autuori precisa ainda pensar na equipe que mandará a campo no Campeonato Mineiro. Com duas competições simultâneas, já está definido que o Estadual será disputado com time misto.

A reapresentação dos jogadores do Galo que estiveram no Mundial de Clubes da Fifa, no Marrocos, está marcada para o dia 20 de janeiro. Aqueles que não participaram da competição voltam aos trabalhos no dia 11 de janeiro.

O primeiro compromisso oficial do time alvinegro na temporada será já no dia 29, às 21h50, contra o Minas Futebol, na estreia do Mineiro. Na Libertadores, os comandados de Paulo Autuori entram em campo no 11 de fevereiro, na Venezuela, contra o Zamora.

Até a estreia internacional o Galo terá ainda outros três jogos pelo Estadual. Cinco dias depois do duelo na Venezuela já acontece o clássico contra o Cruzeiro, no Independência.

Portanto, os primeiros dias de Paulo Autuori no CT de Vespasiano devem ser bastante agitados. A apresentação oficial do técnico que substituirá Cuca ainda não tem data marcada. Assim como o diretor de futebol do Atlético, Eduardo Maluf, e o presidente Alexandre Kalil, o treinador está de férias. Nem mesmo o contrato foi assinado.

A responsabilidade de repetir a boa atuação desta temporada na Copa Libertadores virou uma obrigação ainda maior depois do fiasco no Mundial, quando o alvinegro foi eliminado na semifinal para o modesto Raja Casablanca, equipe que ganhou a chance de disputar o torneio apenas por ser do país sede.

Neste ano, quando levantou o caneco da competição sul-americana, Cuca teve 38 dias desde a reapresentação dos jogadores, em 7 de janeiro, até a estreia contra o São Paulo, em 13 de fevereiro.

NEGOCIAÇÕES

A preparação será toda feita na Cidade do Galo e, enquanto os campos do CT estiverem fechados, os bastidores da sede de Lourdes prometem se movimentar assim que Alexandre Kalil e Eduardo Maluf retornarem do exterior no início de 2014.

A prioridade é renovar o contrato de Ronaldinho Gaúcho. O futuro será definido em uma reunião com o irmão e empresário Assis marcada para janeiro.

Mas reforçar o elenco com nomes que serão indicados por Autuori também está na pauta. A maior carência é na lateral-esquerda. Para a disputa do Mundial, Cuca tentou improvisar o volante Lucas Cândido na posição, mas a inexperiência do jovem de 20 anos, acabou comprometendo.

Júnior César e Richarlyson, outros que atuam na posição, não vinham mais agradando. Este último, que se recupera de cirurgia e tem o contrato vencendo, nem deve permanecer.

O nome que surge mais forte no momento é de Cortez, jogador que passou por Botafogo e São Paulo e estava emprestado ao Benfica, de Portugal, mas será devolvido ao Tricolor no mês que vem.