Luiz Costa/Hoje em Dia
Manifestação praça Sete
manifestantes fecharam a praça Sete

Cerca de 150 integrantes do movimento Tarifa Zero fecharam o Centro de Belo Horizonte na tarde desta quinta-feira (3) em protesto contra o aumento da tarifa de ônibus anunciado nesta manhã. Segundo informações do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPTran), os manifestantes realizam neste momento passeata pela avenida Paraná, onde invadiram uma das estações do sistema BRT/Move e colocaram cartazes com os dizeres: "Abaixou o custo, abaixou a tarifa".
 
O movimento questiona o reajuste do preço das passagens e a verificação independente sobre os contratos de concessão do transporte público realizada pela empresa Ernst Young. Segundo uma das integrantes do Tarifa Zero, Juliana de Carvalho, o estudo é inconclusivo e baseado em pesquisas de mercado. 
 
Ainda segundo a líder do movimento, o estudo revelou que sem os investimentos do sistema do BRT/Move o valor da passagem teria que ser reduzido em 27%. Entretanto, a prefeitura anunciou nesta quinta um aumento de 7,54% na tarifa convencional, somando o reajuste de 2,97% recomendado pela auditoria ao reajuste calculado para o período entre dezembro de 2012 e dezembro de 2013, que seria de 5,11%. 
 
Em coletiva na tarde desta quinta-feira (3), os promotores de Justiça Eduardo Nepomuceno e José Antônio Baeta de Melo Cançado anunciaram que o Ministério Público realizará, em um prazo de 30 dias, uma perícia nos estudos apresentados pela Ernst Young. Caso sejam encontradas irregularidades, o MP deve tomar medidas cabíveis. No entanto, antes disso nada será feito.


*Com informações de Gabriela Sales