Publicidade

  

As fraudes e erros no Sistema Único de Saúde (SUS) somaram nos últimos três anos a bagatela de R$ 753.728.076,16.

Esse dinheiro representa R$ 688 mil por dia, gastos de forma duvidosa. Uma fortuna consumida por prestadores de serviço do SUS, que o governo federal exige de volta - por equívocos no procedimento utilizado ou por falcatruas detectadas.

Mas isso é somente a parte visível das fraudes cometidas contra o SUS, já que só entre 10% e 30% dos procedimentos passam por auditorias.

Agora, vamos às contas: esses R$ 753 milhões seriam suficientes para comprar mais de 5 mil UTIs móveis (ambulâncias sofisticadas) ou para erguer três grandes shopping centers.

As falcatruas constatadas vão desde a cobrança por técnicas ou materiais que, na verdade, não foram utilizados pelo prestador de serviço e a exigência de pagamento por um procedimento cirúrgico quando, na verdade, a operação foi outra, de custo menor.

Você acha que esse sistema de contratação de prestadores de serviços para o SUS é uma fonte de fraudes?

Leia mais no blog do Marcos Pereira no R7.

Deixe seu comentário!


 
© Copyright 1996-2012 Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia
Desenvolvimento Techlise Soluções em Tecnologia