Publicidade

  
Reprodução
Corpo de Gleyciel foi encontrado enterrado no quintal da casa de um dos envolvidos

O adolescente Gleyciel Cândido Lusquinho, de 14 anos, assassinado com requintes de crueldade por um grupo em Nova Venécia, no Espírito Santo, foi morto por ciúmes, aponta linha de investigação da polícia. 

O corpo do jovem foi encontrado em uma cova rasa no quintal da casa de um homem identificado como Jorge Mariano da Silva, de 48 anos. Silva e mais três pessoas foram presas suspeitas do crime.

A Polícia Civil informou que o homicídio foi cometido com requintes de crueldade e que os suspeitos tomaram o sangue da vítima e retiraram órgãos.

Mandante e ciúmes

Andréia Amaro da Silva, de 18 anos, foi apontada pelos outros detidos como a mandante do crime. Segundo eles, ela teria decidido matar Gleycel porque estava com ciúme dele com uma garota. O adolescente foi morto enforcado e atingido por golpes de martelo, além de facadas.

Outra mulher, Janine Fantecelle, de 26 anos, também foi presa. Um menor de idade detido com o grupo contou detalhes do assassinato e, segundo a polícia, não mostrou nenhum arrependimento.

Andréia Amaro da Silva, 18 anos, acusada de ser a mandante do crime
Andréia Amaro estava com ciúmes e mandou matar o adolescente (Foto: Reprodução)

Os suspeitos devem responder por homicídio qualificado, ocultação de cadáver e corrupção de menores. O menor de idade deverá responder pelo crime com medida socioeducativa.

Durante entrevista à imprensa, o adolescente convessou o crime. "A Andréia deu uma facada no peito do menino, ele caiu no chão. Depois disso, o Jorgão pegou um copo de sangue dele e bebeu. Deixamos o corpo tampado lá, e fomos beber de novo."

Deixe seu comentário!


 
© Copyright 1996-2012 Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia
Desenvolvimento Techlise Soluções em Tecnologia