JM1/REPRODUÇÃO
Jorge Luiz Pereira e André Arraz  JM1/REPRODUÇÃO
Corpos de Jorge Luiz e André Arraz estavam no Gol da empresa SVA, caído na ribanceira da 262

Os corpos do advogado André de Paula Arraz, de 35 anos, e de Jorge Luiz Pereira, de 40, supervisor da empresa SVA – Segurança e Vigilância Armada,  foram encontrados na BR-262, em São Domingos do Prata, região Central de Minas Gerais, na manhã desta quarta-feira (12). Eles estavam desaparecidos desde o dia 4 de setembro, quando saíram de Cariacica, na região metropolitana de Vitória, com destino à Belo Horizonte, onde teriam uma audiência na semana passada.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), os corpos foram encontrados dentro do Gol preto, placa ODM-2067, da empresa SVA,  em uma ribanceira próxima à Serra do Macuco, que fica a 150 quilômetros de distância da divisa de Minas Gerais com o Espírito Santo. Por volta das 11 horas desta quarta-feira (12), um agricultor local, fazendo a capina, viu o veículo, retirou sua placa e seguiu para a rodovia. Um  motorista que trafegava pela BR-262 visualizou a situação, e se lembrou que tinha visto na imprensa a mesma placa como sendo de um veículo desaparecido. Ele ligou para a Polícia Rodoviária Federal que se deslocou para o referido local.
 
Após retirada do veículo do abismo, constatou-se que em seu interior estavam os dois corpos, com roupas similares as que os desaparecidos usavam e portando documentação dos desaparecidos. Familiares que estavam no local do acidente reconheceram as vítimas.  “O local é de difícil acesso e por isso demorou até que uma pessoa pudesse encontrá-los”, disse o inspetor da PRF, Willys Lira.
 
O acidente ocorreu na subida da Serra do Macuco, em um ponto onde não há histórico de acontecimento de ocorrências similares, justamente por se tratar de um aclive. No local, não foram encontrados nenhum vestígio de acidente sobre a pista ou na vegetação lindeira, como por exemplo, marcas de frenagem. A perícia acredita que o carro tenha passado direto pela estrada e caído no barranco, de cerca de 30 metros. Os corpos serão encaminhados ao  Instituto Médico Legal da cidade de João Monlevade. (Atualizada às 19h23)