O desespero de uma mãe que teve o filho, recém-nascido, sequestrado foi aliviado com a prisão da sequestradora. O caso ocorreu em Montes Claros, no Norte de Minas, nessa quarta-feira (17). Tatiana Melo Dias, de 33 anos, a mãe da criança, havia passado mal e buscou atendimento médico no Hospital Haroldo Tourino, onde conheceu a suspeita.

A mulher tornou-se intima da mãe do bebê e pediu para ir à casa dela, no bairro Vila Atlântida. De acordo com a Polícia Militar, há suspeita de que a mulher tenha pedido à mãe do bebê para ficar na residência até o retorno dela à cidade natal – São Francisco, na mesma região. A suspeita passou a tarde na casa e foi lá que conheceu a criança.

Por volta das 17h, ela pediu um táxi, com placa de São Francisco, e, segundo relatos de testemunhas aos policiais, quando o veículo se aproximava da casa a mulher tomou bruscamente o bebê do colo da mãe e fugiu. Os militares fizeram um rastreamento e receberam denúncias de que a suspeita estava no bairro Morada Nova pedindo ajuda aos moradores para levar a criança ao Hospital Santa Casa, que é referência na cidade.

Os policiais suspeitam que a mulher pretendia conseguir um meio de transporte no hospital para retornar a São Francisco. Porém, ela foi localizada em na pensão Irmã Beata, na rua de mesmo nome, que fica bem perto da Santa Casa. Lá, a sequestradora ainda tentou argumentar com os policiais que o filho era dela e que ela estava grávida. Por diversas vezes ela entrou em contradição.

A mulher foi encaminhada para a delegacia da cidade. Há suspeita de que ela tenha envolvimento com uma quadrilha especializada no tráfico de crianças que atua em São Francisco. A Polícia Civil vai investigar o caso. Os policiais vão tentar apurar ainda se o taxista tinha envolvimento com a mulher e a quadrilha ou se seria apenas um profissional do trânsito. Ele não foi identificado.