Diário de Caratinga/Rede Social/Divulgação
Vaca cai em em telhado e mata homem
Telhado da casa ficou destruído

Um homem de 45 anos morreu de uma forma inusitada em Caratinga, no Vale do Rio Doce. João Maria de Souza sofreu vários ferimentos e faleceu após ser atingido por uma vaca. O animal caiu no telhado da casa da vítima, que fica na rua Radialista Nailton Gomes, no bairro Esperança.
 
De acordo com o Corpo de Bombeiros da cidade, João Maria de Souza chegou a ser socorrido com vida e encaminhado a um hospital do município na última quarta-feira (10). No entanto, João Maria não resistiu aos ferimentos sofridos e morreu na unidade de saúde nessa quinta-feira (11).
 
Segundo os bombeiros, a vaca caiu sobre a casa da vítima depois de descer um morro, que fica perto de um barranco e um pasto. O telhado, que é de amianto, não suportou o peso do animal e a vaca atingiu o morador em questão de segundos.
 
Após o inusitado acidente, o animal foi tirado do imóvel pela esposa de João Maria e, aparentemente, saiu ileso, apesar da queda. O dono da vaca não foi localizado.

Investigação
 
A Polícia Civil de Caratinga, no Vale do Rio Doce, vai abrir inquérito para apurar as circunstância da morte. O corpo de João Maria foi enterrado no cemitério municipal São João Batista, nesta tarde. Quando foi socorrido, o homem foi levado para o Pronto-Atendimento Municipal (PAM), onde morreu um dia depois do acidente. A família questiona o atendimento no PAM. 
 
Segundo o cunhado da vítima, Carlos Corrêa de Souza, de 43 anos, ele foi levado a unidade médica pelo Corpo de Bombeiros, na quarta-feira, por volta das 21h30. No entanto, permaneceu até às 16h30 do dia seguinte na mesma maca em que foi socorrido. Carlos disse que faltou atendimento ao cunhado que estava com hemorragia interna. 
 
Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde esclareceu que todos os procedimentos de atendimento médico foram dentro das normas, destacando que o paciente, após relatar dores abdominais, foi feito radiografia e medicado conforme prescrição médica. Ainda segundo a nota, em nenhum momento o paciente ficou sem assistência, permanecendo na maca em observação. 
 
O delegado Ivan Lopes Sales informou que irá ouvir os familiares da vítima e a direção do hospital nos próximos 30 dias. Ele também vai tentar identificar o dono da vaca, que pode ser responsabilizado.