Frederico Haikal/Hoje em Dia/Arquivo
pôr do sol
A temperatura deve ficar bem próxima da média, segundo a Cemig

A estação mais quente do ano começa neste sábado (12), às 15h11, com previsão de chuvas constantes e volumosas e temperaturas amenas. Segundo o meteorologista Arthur Chaves de Paiva Neto, da Cemig, neste ano, o verão não estará sob influência dos fenômenos El Niño/La Niña. 

“Outras características marcantes do verão são a duração dos dias, que se tornam mais longos, e a ocorrência de veranicos, longos períodos sem chuvas, provavelmente em janeiro e fevereiro”, explica.
 
Conforme Arthur Chaves, para dezembro, a chuva deve ficar abaixo da média nas regiões da Zona da Mata, Sul de Minas e Triângulo. Em contrapartida, a previsão é que fique acima no Leste e Norte de Minas. Já no Centro e Centro-Oeste do Estado, as chuvas ficarão dentro da média histórica.
 
Para janeiro, a previsão é de chuvas dentro da normalidade no Leste e Centro-Oeste de Minas. No restante do Estado, são esperadas chuvas ligeiramente acima da média histórica. Já em fevereiro, são esperadas chuvas acima da média para todas as regiões de Minas, com exceção do Sul de Minas. 
 
Fechando o verão, em março são esperadas chuvas abaixo da média no Triângulo e dentro da média histórica no Centro, Centro-Oeste e Sul de Minas. “As demais regiões do Estado devem ter chuvas acima da média, portanto são esperados os maiores acumulados de chuva para o Norte de Minas, Leste e Zona da Mata”, afirma o meteorologista da Cemig.
 
Temperatura
 
Arthur Chaves explica que, em função das chuvas acima da média, o Norte de Minas, o Leste e a Zona da Mata devem ter temperatura mais amena, enquanto no restante do Estado a temperatura deve ficar bem próxima da média.
 
“O mês mais quente da estação, quando comparado com sua média, será fevereiro. O Sul de Minas será a região que tende a ficar com as temperaturas acima da média com maior frequência, principalmente em dezembro e fevereiro”, finaliza o meteorologista.