Amadeu Barbosa
acidente na br-381
Acidente envolveu três carros e uma carreta

O Governo federal lançou nesta quinta-feira (13) uma operação que pretende reduzir o número de acidentes no trânsito na época das festas de final de ano. Chamada de Operação Integrada Parada-Rodovia 2012/2013, o programa prevê ações de conscientização e intensificação de fiscalização das estradas entre 15 de dezembro e 13 de fevereiro - fim do carnaval.

Os ministérios das Cidades, Saúde, Transportes e Justiça trabalham em conjunto na operação, que faz parte do 'Parada - Um Pacto Pela Vida', lançado pelo governo após decisão da Organização das Nações Unidas (ONU) de reduzir em 50% o número de mortes no trânsito no mundo de 2011 a 2020.

A operação prevê blitze da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e de órgãos de trânsito parceiros em rodovias estaduais e vias municipais em 100 pontos considerados críticos. Os trechos serão de dez quilômetros cada e correspondem a 1,4% da malha federal sob responsabilidade da PRF.

Nestes trechos críticos aconteceram mais de um quarto (27,6%) dos acidentes e 11% das mortes registradas de janeiro a setembro deste ano. O índice de gravidade para definir os trechos críticos é feito com base em estudos do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e da PRF.

O foco da operação será o combate à embriaguez ao volante, bem como a fiscalização de motocicletas, de excesso de velocidade e ultrapassagens em locais proibidos.

Conscientização - Como parte do projeto, serão veiculadas campanhas publicitárias de conscientização para alertar os motoristas sobre as mortes que acontecem por conta de acidentes na estrada próximos ao Natal e ao Ano Novo. De janeiro a novembro de 2010, a média mensal de acidentes provocados por ingestão de álcool nas rodovias federais chegou a 557. Em dezembro do mesmo ano, o número chegou a 679.

O excesso de velocidade causou média mensal de 67 mortes de janeiro a novembro de 2012, enquanto em dezembro o número subiu para 111. Atualmente, há 1.180 radares controladores de velocidade nas rodovias federais e a intenção é aumentar o número para 1.650 até o fim de 2012.