O Ministério das Relações Exteriores da Rússia denunciou suposta ilegalidade por parte de ativistas de extrema-direita no leste da Ucrânia. O comunicado, que também diz que a Ucrânia está impedindo cidadãos russos de entrar no país, foi divulgado em um momento em que forças russas avançaram pela Península da Crimeia, na Ucrânia, onde foi convocado um referendo para domingo se a população aprova a separação da Ucrânia e integração à Rússia.

O sentimento pró-Rússia também é forte no leste da Ucrânia. Há temores de que a Rússia possa tentar incorporar essa área.

Na nota, o ministério salientou que a ilegalidade "predomina agora nas regiões no leste da Ucrânia como resultado das ações de combatentes do autodenominado 'setor de direita' com a plena conivência" das novas autoridades da Ucrânia. Fonte: Associated Press.