A sessão do segundo dia do julgamento do mensalão teve um intervalo de 30 minutos e foi retomada às 17h20 . O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, apresenta nesta sexta-feira (3) a denúncia contra os 38 réus do processo.
 
Antes do intervalo, o chefe do Ministério Público disse que não apresentou nem a metade da denúncia contra os acusados e a sessão deve se estender até o início da noite desta sexta-feira. Na retomada do julgamento, o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Carlos Ayres Britto, disse que Gurgel teriam mais três horas para apresentar a denúncia
 
Em sua sustentação, Gurgel afirmou que o publicitário Marcos Valério foi o principal operador do esquema do mensalão e o  ex-ministro da Casa Civil José Dirceu seria o líder da quadrilha, como chegou a afirmar o procurador-geral da República. "Dirceu foi o mentor do esquema, enquanto Valério principal operador", disse.
 
Além disso, o Gurgel destacou a atuação do ex-tesoureiro do PT, Delúbio Soares. Segundo o procurador, o petista não só se beneficiou do esquema como também teria recebido R$ 500 mil.