A Sony lançou há menos de uma semana o quarto e último episódio da série “Uncharted”, franquia que garantiu fama à produtora Naughty Dog. Exclusivo para PS4, o game mais uma vez coloca o caçador de tesouros, Nathan Drake, numa aventura para impedir que seu irmão seja morto por um traficante.

Com gráficos impecáveis e um enredo digno de longa-metragem, com direito a inúmeros flasbacks jogáveis, “Uncharted 4: A Thief’s End” consegue superar o segundo episódio da série “Among Thieves” , considerado como o melhor game da franquia até então.

Uma dica para quem não jogou nenhum game da série é jogar os episódios anteriores antes, por três motivos. O primeiro é o jogo é repleto de menções dos episódios anteriores. Inclusive no quarto capítulo da saga, Drake se depara com diversos objetos e documentos referentes aos três primeiros jogos. 

Leia mais:

Samsung Gear S2 é confuso e só roda em Android

Essas informações não alteram o desenrolar da história, mas quando conhecidas dão um charme extra à trama. O segundo é que mesmo a reedição com os três primeiros episódios, lançados para PS4, no final do ano passado não se comparam com a qualidade gráfica do game atual. Daí, é melhor começar pelos antigos, seguir a cronologia para depois avançar para o último episódio.

A terceira razão é a jogabilidade. Os games da Naughty Dog têm um sistema muito simples e eficaz de comandos e jogabilidade. Em “Uncharted 4” a dinâmica é a mesma. Para um jogador novato na série, pode até causar estranheza num primeiro momento, mas não é nada não se domine em alguns minutos. Já para os veteranos a dica é jogar hoje mesmo.

“Uncharted 4” tem preço sugerido de R$ 200 com formatos em disco e digital.

Acesse o GameCoin e fique por dentro de tudo que acontece no mundo dos games.