Quando todos os shapes, bordados, decotes e detalhes que se aproximam da roupa de alta-costura nos dão a impressão de já ter sido criados, eis que surge mais uma leva de vestidos arrasadores do estilista Samuel Cirnansck. Sua coleção inverno 2013 apresentada no segundo dia de São Paulo Fashion Week é, ao mesmo tempo, enxuta (foram apenas 15 modelos) e intensa. As ninfas do verão foram trocadas por Nefertiti, a bela rainha do Egito do século XVIII.

A beleza idílica e até ingênua da última coleção, marcada por volume etéreos das saias dos vestidos, cedeu espaço para a suntuosidade do shape sereia e para toda a sorte de elementos de brilho. Em uma única peça, no caso, um vestido com assinatura Samuel Cirnansck, exímios trabalhos de alta-costura pontuados ora no decote com bojo à mostra e na renda como segunda pele, ora na saia com drapeados na altura do quadril e nas ombreiras cravejadas de cristais, sem falar do fechamento em forma de corselete. 

Em sintonia com o luxo dos elementos da roupa, o estilista elegeu cartela de cores nobres incluindo dourado, prata, turquesa, coral, lápis lazuli e o indefectível preto nada básico.