Indiscutível a presença da alfaiataria nas passarelas do inverno 2013 dessa edição de transição do São Paulo Fashion Week. A reinvenção da técnica que eleva blazers, calças e coletes a status de clássicos foi a tônica do primeiro dia de desfiles. Cada marca elegeu esse ou aquele item que mais tem a ver com seu público e recriou shapes diferentes em casacos, blazers, calças e vestidos.

A Têca, marca da estilista Helô Rocha, conseguiu modernizar o batido couro com a técnica de prensar o material e transformá-lo em matelassê. A pegada jovem da grife privilegiou o formato quadrado das peças e se apoderou da transparência de rendas e tule misturadas ao couro. Excelente estratégia para fisgar a garotada.

Karen Fuke, estilista da Triton, fez uma releitura supermoderna para a alfaiataria de inverno. Mergulhou no baú dos anos 1980 recuperando a estética da miniblusa e do blazer oversize, sem deixar de fora a calça de cintura alta. A primeira imagem do desfile sintetiza esse desejo de reviver o passado. De miniblusa com inscrição "handle with care" (manuseie com cuidado), a top argentina Magda usa ainda calça branca em alfaiataria e blazer de proporções maiores.

Na sequência de looks, é visível que a estilista se apoderou apenas do shape de proporções maiores da vibrante década de 80. O clima lúdico das inscrições nas camisetas, a sensualidade em pitadas de fendas em saias longas ou em minicomprimentos, além da estampa exclusiva (botânica é o tema da coleção) tirando a seriedade da alfaiataria, são aperitivos certeiros para atiçar o público da marca. Karen aposta ainda na tecnologia de lãs metalizadas, jacquard dublado, moletom e sarja para modernizar o inverno 2013 da Triton.
 

Triton - SPFW

 Karen Fuke, estilista da Triton, fez uma releitura supermoderna para a alfaiataria de inverno (Agência Fotosite)