PARIS - Os cineastas Claude Lelouch, Costa-Gavras, Michel Hazanavicius, Cédric Klapisch e Coline Serreau foram os primeiros a assinar uma petição lançada na França em favor da proteção dos lendários estúdios cinematográficos Cinecittá de Roma, ameaçados por projetos imobiliários.

O abaixo-assinado, que também conta com nomes como de Radu Mihaileanu, Jean-Jacques Beineix, Jeanne Labrune, Olivier Nakache, Artus de Penguern e Jean-Paul Salomé, é uma iniciativa da sociedade francesa de Autores, Diretores e Produtores (ARP).

O texto denuncia a possibilidade de ser destruído um "lugar inseparável do cinema de Fellini, Visconti, Comencini, Lattuada, entre outros, para construir um centro de fitness".

"Emagrecer às custas do patrimônio e da cultura é um símbolo em si: Nem mesmo nos tempos de Berlusconi se atreveram a isso!", afirma o manifesto.

Na semana passada, os funcionários do Cinecitta se declararam em greve para reclamar que os estúdios sejam protegidos pelo governo.