Quinze filmes representantes do novo cinema noir estarão em cartaz no Cine Humberto Mauro, no Palácio das Artes, desta quarta-feira (1°) até dia 9, na mostra Cores do Noir, realizada pela Fundação Clóvis Salgado.

Com curadoria do gerente de Cinema da instituição, Rafael Ciccarini, longas-metragens de grandes nomes do cinema, como Robert Altman, David Lynch, Pedro Almodóvar, John Boorman e o francês Jean-Pierre Melville estão na programação.

Há tanto longas famosos e consagrados em Hollywood da década de 1970, como filmes menos conhecidos dos últimos 50 anos da história do cinema. Estará em cartaz desde "Amar Foi Minha Ruína", de John M. Stahl (longa de 1945 considerado o primeiro noir colorido) até obras mais recentes, grandes representantes do "neo-noir", como "Los Angeles Cidade Proibida" (longa de 1997, de Curtis Hanson).

"O Perigoso Adeus" (1973), de Robert Altman – um dos exemplares de filmes noir mais relevantes dos anos 1970 –, e "Blade Runner", de Ridley Scott (1982) são destaques da mostra.

Alguns títulos são de cineastas conhecidos do grande público, como "Cidade dos Sonhos" (David Lynch), "Má Educação" (Pedro Almodóvar) e "Chinatown" (Roman Polanski).

A entrada para as sessões é gratuita, com retirada de ingressos na bilheteria do cinema meia hora antes do início.