Augusto Barbosa, que pleiteia o cargo de prefeito em Governador Valadares, também votou com criança

GOVERNADOR VALADARES – Concorrendo à reeleição, a petista Elisa Costa, foi a primeira a votar em Governador Valadares, no Vale do Rio Doce. Chegou ao Minas Instituto de Tecnologia no bairro Vila Bretas às 8h30 acompanhada do candidato a vice-prefeito, Ronaldo Perim (PMDB). Antes de seguir para a urna eletrônica, cumprimentou eleitores e demostrou confiança na vitória. “Agradeço à população da cidade. Foi uma campanha propositiva, consolidada pelos projetos. A disputa foi grande e que nos exigiu bastante empenho, trabalho e dedicação. Esperança na hora de fechar as urnas ser a escolhida”, disse Elisa Costa que vai acompanhar a apuração dos votos em casa, com fez há quatro anos. 

 

O candidato Augusto Barbosa (PSDB), votou às 9h15 no Colégio Ibituruna, onde chegou acompanhado da mulher Cláudia, das filhas Nathália e Marcela e da neta Laís, de 6 anos, que foi com ele até a urna. Seu vice Lucas Coelho também do PSDB integrou a comitiva. O tucano disse que apesar da caminhada ter sido longa, comemorava tê-la feito com nível elevado e sem ataques pessoais. “Esperamos que a cidade escolha o melhor. Estaremos prontos para acatar a decisão e, se for o caso, ajudar quem ganhar. Que os outros candidatos tenham os mesmos sentimentos”, diz. Augusto não acredita que a substituição do seu vice Euclides Pettersen, uma semana antes das eleições, atrapalhe a sua vitória. A legenda tenta se recuperar do revés de 2008 quando o então prefeito José Bonifácio Mourão foi derrotado por Elisa Costa.
 
Cara nova na política local, André Merlo do PTD votou por volta das 9h30 no colégio Clóvis Salgado, na região central da cidade. Chegou acompanhado do vice, José Geraldo Prata (PDT), da esposa e os filhos. “Há 20 anos a disputa era polarizada em Valadares. Qualquer que seja o resultado estou feliz pela campanha. Entrei pela primeira vez para concorrer nas eleições e em julho tínhamos menos que 3% de intenção dos votos. Agora, chegamos na reta final disputando a vitória com a candidata à reeleição. Fizemos uma campanha limpa e transparente”, comentou André Merlo que também demostrou confiança na vitória. “ Se eleito assumo o compromisso de trabalhar para a cidade” afirmou. 
 
Augusto Barbosa é um dos candidatos em Valadares
 
 
Candidato à Prefeitura de Governador Valadares, Rui MoreiraRui Moreira (PSB) que disputa a prefeitura de Valadares pela coligação ' Experiência para Renovar' também votou no colégio Ibituruna. Ele chegou às 10 horas acompanhado da esposa Lucinha, dois dos quatro filhos e as duas netas, Bruna e Camila. O vice Lierte Júnior (PMN) estava com ele. “Venho votar com um sentimento de alegria, saber que Valadares pode mudar e ser respeitada. Apesar das dificuldades, contratempos da campanha e dos ataques que sofremos, temos esperança de sermos os vencedores”, diz Rui. “Valadares é a continuação da nossa família”, completou, ao apresentar os familiares à imprensa. Ele disse que aguardaria o resultado na igreja Presbiteriana a qual frequenta. 
 
 
No início da tarde, Jó Rodrigues (PCB) que aparece com menos de 1% das intenções do eleitorado votou no colégio Clóvis Salgado. “O feio não é perder uma eleição. É ganhá-la a qualquer custo”, criticou. Para o candidato o pleito foi marcado pelo baixo nível, com distribuição nas madrugadas de panfletos elaborados para iludir e desqualificar candidatos. “Me preocupa muitos esses grupos chegarem à prefeitura. Precisaríamos de um segundo turno para legitimar as eleições em Valadares”. 
 
 
Crimes eleitorais

Em Governador Valadares, maior colégio eleitoral do Leste de Minas, com 199.692 mil eleitores, onze pessoas foram presas neste domingo (7) por cometerem algum crime eleitoral.

Os suspeitos foram encaminhados para a sede da Polícia Federal. Entre os conduzidos, oito foram flagrados fazendo panfletagem em bairros da cidade e outras duas pessoas detidas por crime de boca de urna.

Na vizinha Alpercata, um morador foi preso fazendo campanha política próximo a um local de votação. A Polícia não informou para qual partido os detidos trabalhavam. Se condenados podem pegar pena de seis meses a 1 ano de prisão.

 
 
 
 
 
 
 
 
                                                                                                                                                                                                            
 
                                                                                                                                                                                                         Rui Moreira é outro candidato à Prefeitura de GV