O clima de festa proporcionado pelo treino aberto da seleção da Argentina foi interrompido graças a alguns torcedores que invadiram o gramado do Independência no início da noite desta quarta-feira (11). Após o termino do aquecimento, cerca de 20 pessoas invadiram o campo para abraçar os jogadores.

Segundo relatos de torcedores que estavam no estádio, antes de realmente entrar em campo eles começaram a gritar “Ih, ih, ih, nós vamos invadir”. Dito e feito, assim que os jogadores terminaram de brincar com a bola, no futvôlei e nas tradicionais rodas de bobinho, os torcedores pularam os alambrados e invadiram o campo, fazendo o treino acabar antes do tempo estipulado.

Clima era de festa
Antes da invasão, os dez mil felizardos que conseguiram os ingressos que davam acesso as arquibancadas do Indepêndencia vibraram muito desde a entrada dos jogadores no gramado. Entre uma corridinha e um toque na bola, os jogadores eram recebidos com gritos de apoio e ao mesmo tempo de cobrança.

O apoio veio junto com os principais jogadores da seleção argentina. Entre eles destaque para Lionel Messi, que assim que pisou no gramado foi saudado pelos torcedores: “Olê olê olê Olê, Messi, Messi”. Aguero, Higuaín e Di Maria, também foram bem recebidos.

Entre uma volta e outra correndo pelo campo, os jogadores aproveitavam para acenar para os torcedores. Depois do trote de aquecimento, eles alongaram em colchões espalhados pelo gramado, partiram para o aquecimento com bola jogando futvôlei ou nas rodas de bobinho.

Como em sua maioria os torcedores que foram ao “Colosso do Horto”, eram atleticanos, eles não pouparam o treinador Alejandro Sabella, pela não convocação do zagueiro Otamendi, que pertence ao Valencia, mas estava emprestado ao Galo. Com gritos de “Otamendi, Otamendi” os torcedores receberam Sabella.