Depois de ser duramente impactada pelas mudanças das regras de importação adotadas pelo governo federal há dois anos, a Kia mudou sua estratégia no país. A marca que chegou a vender quase 100 mil unidades em 2013, viu seus automóveis perderem competitividade devido a carga tributária pesada que elevou seus preços, mas mesmo assim emplacou mais de 10 mil carros este ano. No entanto, o cenário está prestes a mudar, uma vez que a Kia passará a importar seus carros do México, e se beneficiar do acordo o Brasil tem com os muchachos, que torna a importação mais branda.

Mas antes de os coreanos temperados com chilli e tequila desembarcarem por aqui, a marca decidiu atualizar seu mix com a chegada dos novos Sorento e Carnival. A atual geração do utilitário-esportivos (SUV) médio estreou no ano passado no mercado internacional e chega aqui para disputar terreno em outra faixa de preços, já que saltou para R$ 183.900 mil.
 
Se a geração passada brigava com Honda CR-V, Toyota RAV4 e demais modelos de seu porte, agora o jipão encarará rivais com Volvo XC 60 e Land Rover Discovery Sport. Equipado com umgeneroso V6 3.3 de 270 cv e 32 mkgf, ele conta com transmissão automática de seis marchas, farto pacote de conteúdo, teto solar panorâmico e opção de sete lugares.

Já o Carnival também evoluiu e muito. O monovolume ganhou acabamento refinado, lista de equipamento repleta de mimos e um design mais moderno para concorrer no esvaziado segmento de minivans que atualmente conta apenas com o Chrysler Town & Country. Sob o capô ele também recorre ao mesmo V6 de 270 cv do Sorento, mas é capaz de levar até oito pessoas.

O Carnival também agrega uma rica sopa de letrinhas com direito a controles de estabilidade (ESP) e tração (TCS), assim com assistente de partida em rampa e freios ABS com distribuição de carga (EBD) e sistema de assistência a frenagem (BAS). Seu preço é de R$ 244.900

Novos mexicanos
 
Para o ano que vem a marca promete ampliar significativamente sua participação com três modelos de volume, sendo dois inéditos no Brasil. A marca importará do México o hatch Rio, popular no mercado europeu e primo próximo do Hyundai HB20, que deverá assumir o bastão de modelo de entrada, que hoje é do Picanto.

Outro estreante será jipinho KX3, que irá se engalfinhar no concorrido segmento de SUV`s compactos, em que concorrem Jeep Renegade, Ford EcoSport, Honda CR-V, Peugeot 2008 e Renault Duster. O terceiro modelo a desembarcar por aqui será a nova geração do Cerato, que já mudou lá fora.
 

CASA GRANDE – Enorme, o Carnival chega para se consolidar como referência em minivans