Chega de apertar embreagem, passar marchas, ficar amarrotado pelas alças da mochila, enlamear os sapatos nas poças, sofrer com a ventania nas estradas e acabar com cãibras pela incômoda postura de muitas motos... Eu quero câmbio automático, porta-malas, proteção para as pernas, para-brisa e muito conforto. Quero uma scooter!
 
A BMW C 650 GT, além de oferecer isso tudo, acrescenta mimos como: regulagem elétrica do para-brisa conforme a velocidade e sua altura, aquecimento para os punhos nos dias frios, controle da pressão dos pneus e dois porta-luvas com tomada para carregador de celular. Em uso urbano, é ágil, leve e fácil de manobrar, mas nos corredores mais estreitos não tente acompanhar os motoboys porque não vai passar. Na estrada, surpreende pela esperteza e conforto.
 
Esqueça a instabilidade das antigas scooters com rodinhas pequenas. Essa tem aros maiores que a maioria dos automóveis. Com 15 polegadas, garantem equilíbrio e segurança nos buracos. O garupa vai agradecer por não ficar chacoalhando a cada mudança, devido ao câmbio CVT incrivelmente suave. Quanto ao motor – diga-se de passagem barulhento –, sobra força no uso normal.
 
BMW C 650 GT
 
O QUE É?
Maxi Scooter: vitaminada, com apetite por estradas.
 
ONDE É FEITA?
Fabricada em Munique, Alemanha.
 
COMO ANDA?
Agilidade na cidade e muito fôlego na estrada com motor bicilíndrico, 647 cc, 60 cavalos, torque de 6,7 quilos, aceleração de 0 a 100 em 7,5 segundos e velocidade final de 175 km/h.
 
QUANTO CUSTA?
R$ 54.000
 
COM QUEM CONCORRE?
O segmento não tem muitas opções, mas apesar de diferenças profundas no conteúdo e tecnologia, as principais concorrentes são: Suzuki Burgman 650 (R$ 42.900) e Yamaha TMAX 530 (R$ 42.500).
 
COMO BEBE?
Em percurso urbano, fez 16,8 km/l. Na estrada, 20,6 km/l.
 
COMPORTAMENTO
Pilotagem leve e ciclística impecável. Fácil de ser manobrada. Assentos anatômicos com confortável separação entre piloto e garupa. A suspensão firme proporciona boa aderência nas curvas, mas é ligeiramente dura em terrenos ruins. O ABS é eficiente e não vibra excessivamente a manete e pedal. O porta-malas comporta dois capacetes com sobra.
 
MERCADO
Modelo vem atender ao exigente mercado de jovens bem sucedidos e descolados.
 
CONCLUSÃO
Uma máquina para quem quer conforto e desempenho. Ideal para quem precisa andar bem vestido e necessita de um transporte ágil.
 
Pontos positivos: Estilo, praticidade, desempenho.
 
Pontos negativos: Falta piloto automático, assoalho elevado, suspensão dura