FERNANDINA BEACH (Flórida) – Paixão é algo indefinível. Como explicar a verdadeira multidão no norte da Flórida para curtir os 320 automóveis na 20ª edição do encontro anual de Amelia Island? O evento repete (na costa oposta dos EUA) o famoso encontro de Pebble Beach (na Califórnia). A cada edição, dobra a multidão de apaixonados, sempre na segunda semana de março. Neste ano, de quinta (12) a domingo (15).
 
Um dos atrativos da ilha é o acesso mais fácil e prático, pois os eventos são próximos, todos nos campos de golfe nas proximidades do hotel Ritz Carlton de Amelia Island, sede do Concours d’Elegance. Sem os intermináveis congestionamentos para se chegar a qualquer lugar entre Carmel e Monterey, onde acontece Pebble Beach.
 
Quem se interessou em levar um antigo não teve do que reclamar: eram dezenas de ofertas de particulares além das três maiores leiloeiras do ramo, RM Auctions/Sothebys, Bonhams e Gooding. O faturamento sob o martelo superou os U$ 100 milhões. Entre as atrações, dois seminários com especialistas em design e antigos, test-drives de marcas de luxo, desfiles, encontros de clubes de marcas, tendas de peças, acessórios, automobilia, literatura, ferramentas, e até roupas de época.
 
Dose dupla
 
São quatro dias de sonho e paixão do antigomobilista. Que só rasga a fantasia no domingo a tarde, depois do desfile de premiação dos melhores que se encerra com dois “Best in Show”.
 
Sim, apoteose dupla, pois o júri não elege apenas um (como Pebble Beach), mas dois grandes vitoriosos, o destaque entre os elegantes e outro entre os esportivos. Levaram os principais troféus um Cord L-29 Brooks Stevens Speedster de 1929 e um Alfa Romeo 1932 8C 2300 Zagato Spider.