O Jaguar mais rápido e potente da história se chama XJ220, uma máquina colossal que recebeu os três algarismos em seu nome porque atingia a máxima de 220 milhas por hora, que equivalem a 352 km/h. Porém, foram produzidas apenas 272 unidades do Jag voador, na primeira metade da década de 1990. Atualmente, um exemplar custa uma fortuna tão constrangedora que não seria prudente sair com ele da garagem.

Mas isso deixou de ser um problema, pois a Jaguar se prepara para lançar o F-Type SVR, o modelo de rua mais rápido da marca, após o XJ220. A versão anabolizada do cupê inglês (e também do roadster) será a grande atração da marca no Salão de Genebra, em março.

O V8 5.0, dotado de compressor mecânico, despeja 575 cv, suficientes para fazer com o Jag acelere até 321 km/h na versão fechada e 308 km/h na opção conversível. Além do motor, o conjunto de suspensão, assim como a transmissão automática de oito marchas, receberam novos ajustes.

Segundo o diretor da Jaguar Land Rover Special Operations (divisão de modelos especiais do grupo), John Edwards, a ideia é oferecer um superesportivo versátil que possa ser utilizado no cotidiano, independentemente das condições climáticas. Falando assim, parece tão simples!