Se tem uma coisa que deixa os executivos da Porsche furiosos é quando um “gringo” dá show em algum autódromo alemão. Depois que o Nissan GT-R (Godzilla) desbancou o Porsche 911 GT2, causando a ira dos alemães, sempre que um carro estrangeiro entra na pista a turma de Stuttgart range os dentes. E eles devem estar nervosos novamente.

Isso porque a famosa revista Sport Auto resolveu levar para o circuito de Hockenheim o Lotus 3-Eleven, versão de corridas do Elise, para ver como ele se comportava. Para a missão, convidaram o piloto de testes, Christian Gebhardt. Cabia a ele comprovar se o roadster britânico era realmente bom de pista.

No entanto, além de atestar um comportamento espetacular, o carro pilotado por Gebhardt quebrou o recorde do circuito, que pertencia a ninguém menos que o superesportivo Porsche 918 Spyder. O 3-Eleven cravou 1,06:20, um décimo mais rápido que o supercarro alemão.

E a volta poderia ter sido ainda mais rápida. Isso porque, no teste, o Lotus estava calçado com pneus para uso urbano e não com compostos especiais para pista.

O 3-Eleven avaliado é exclusivo para uso em autódromo (a Lotus oferece uma versão urbana), tanto que o roadster tem apenas um acento. E onde o passageiro se sentaria há um revestimento para anular o arrasto. Ele também não tem portas e nem para-brisas. E conta com um imenso aerofólio como bólidos de competição. Sob o capô, o motor V6 3.5, de 466 e 53 mkgf de torque, permite acelerar de 0 a 100 km/h em 3,4 segundos e atingir a máxima de 290 km/h.

Nessa hora tem alguém cuspindo marimbondos em Stuttgart. Com certeza tem!