Quem gosta de automobilismo certamente já se impressionou ao ver os endiabrados veículos da Subaru fazendo “miséria” nas acidentadas pistas dos campeonatos Mundiais de Rali da WRC, nos quais a marca é tricampeã. No asfalto não tem sido diferente, com três vitórias nas 24 horas de Nürburgring e recorde da Isle of man TT Road Course.

O jeitão continua o mesmo, com faróis “de rapina” e linha fortes, em estilo nipônico bastante diferente do que estamos acostumados. Ele está mais espaçoso, o entre-eixos aumentou em 2,5 cm e o espaço para as pernas ficou 5 cm maior. O para-brisas foi inclinado teve as colunas estreitadas, o que junto ao painel mais baixo melhorou a visibilidade.

É com toda essa expertise em alto desempenho que acabam de desembarcar as novas versões dos nervosos WRX e WRX STI, com 270 e 310 cavalos. Ambos contam com tração integral e sistemas que distribuem o torque conforme o piso, velocidade e esterçamento e, ainda acionam ligeiramente o freio da roda dianteira interna da curva antes de qualquer escorregamento, para total equilíbrio.

Segurança

Com sistema de pré-colisão, que identifica perigos à frente, célula de sobrevivência, zonas de deformação, premiado pela JNCAP - Japan New Car Assessment Program pela classificação máxima em segurança, e com nota máxima em todos os quesitos da IIHS - The Insurance Institute for Highway Safety, só há uma coisa a dizer: “Pode embarcar sem medo!”

Na pista

Apesar de esportivo, leva a família “numa boa”, com bastante espaço para cinco adultos. A posição de dirigir é anatômica, com os comandos à mão. Ao ligar, o ronco do motor impressiona. Arranca com muito vigor e faz bonito ao esticar, sobretudo na versão STI.

Nas curvas, com o baixo centro de gravidade do motor e tração inteligente, parece sobre trilhos, com impressionantes aderência e estabilidade.

A transmissão automática CVT com borboletas no volante do WRX é suave, mas tira bastante do vigor dos 270 cavalos. Já o STI, manual com seis marchas, permite maior esportividade, com sobra em desempenho e agressividade.

O WRX vem com: controle de tração e de direção reguláveis, controle de estabilidade, injeção direta, duplo comando de válvulas variável, cruise control, teto solar, ar bi-zone, xenon, couro, tela multimídia “touch” seis polegadas com “Bluetooth” e câmera de ré.

A versão STI, além de pequenas diferenças na grade e aerofólio traseiro, acrescenta controle do diferencial central para escolha dos percentuais de tração dianteiro/traseiro, além do modo automático, freios “Brembo” e apliques vermelhos no estofamento.

Em versões únicas e sem disponibilidade de opcionais, o WRX custa R$ 147.900, e o WRX STI, R$ 194.900.

 

Confira galeria de fotos: