A maioria dos motoristas sonha em ter um sedã médio na garagem, como Toyota Corolla, Honda Civic ou Ford Focus, que agregam status, motores vigorosos e nível de acabamento mais refinado. Mas, na maioria das vezes, a grana só dá para levar, no máximo, um três volumes popular, como um Chevrolet Classic ou um Volkswagen Voyage. E uma das grandes sacadas da indústria automotiva foi apostar no filão dos sedãs populares que privilegiam o espaço interno. 
 
A tendência surgiu na segunda metade da década de 2000, com o Renault Logan, mas se intensificou a partir de 2012, quando o mercado ganhou modelos como Nissan Versa, Fiat Grand Siena e Chevrolet Cobalt. Na sequência, chegaram novos concorrentes como Ford Ka+ e Toyota Etios Sedan. Mas, apesar de mais simples, esse segmento geralmente oferece bom pacote de conteúdo e comodidade, como os sedãs graúdos.
 
Fazendo uso de motores compactos e com opção de nível de acabamento no mesmo patamar dos sedãs derivados dos hatches populares, os fabricantes conseguiram oferecer um automóvel maior e com percepção mais qualificadas que veteranos, como Classic, Siena e Voyage. 
 
Selecionamos seis modelos que oferecem bom nível de espaço interno e volume no bagageiro. Destacamos seus principais atributos e também seus pontos negativos para que o leitor avalie qual é a melhor opção para sua necessidade.
 
Quem não tem grana para um Toyota Corolla, caça com um Renault Logan
 
Com preços iniciais que giram entre R$ 41 mil e R$ 61 mil, hoje é possível levar para casa uma automóvel espaçoso, econômico e com desempenho satisfatório, superior aos sedãs populares com motor 1.0. No entanto, não se deve esperar sofisticação e padrão de refinamento elevado nesses sedãs, como painéis emborrachados, sistema de áudio de alta fidelidade, isolamento acústico, ar-condicionado de múltiplas zonas, dentre outros atributos que fazem parte dos pacotes de boa parte dos sedãs médios que orbitam na faixa dos R$ 70 mil a R$ 100 mil.


Mesmo assim, a maioria desses automóveis já permitem incluir, itens como sistemas de entretenimento com navegação GPS, conexão Bluetooth para telefone celular, tela sensível ao toque, e até mesmo a capacidade de fornecer informações de trânsito em tempo real. Alguns podem ser combinados com transmissões automáticas ou automatizadas, assim como opção de revestimento dos bancos em couro, para valorizar a viatura.

Chevrolet Cobalt

Chevrolet Cobalt (R$ 51.390 a R$ 61.150)

Lançado em 2011, o sucessor do Astra Sedan é imenso, com ótimo espaço interno e é o único com opção de transmissão automática, mas peca pelo desenho controverso e pela falta de força na versão com motor 1.4. Atenção: o modelo ganhará uma plástica nos próximos meses.

Motores: 1.4 8v (104 cv) e 1.8 8v (108 cv)

Câmbio: manual 5 marchas ou automático 6 velocidades

Consumo urbano (etanol)*: Não aferido

Porta-malas: 563 litros

Fiat Grand Siena

Fiat Grand Siena (R$ 45.730 a R$ 50.360)

Lançado em 2012, o sedã caiu no gosto do público devido à boa fama do Siena, preço competitivo e caixa automatizada. Com bom espaço interno e vasta lista de opcionais, é o único com opção com motor movido a GNV de fábrica. No entanto, ele peca pela falta de fôlego na versão 1.4.

Motores: 1.4 8v (88 cv) e 1.6 16v (115 cv)

Câmbio: manual 5 marchas e automatizado Dualogic

Consumo urbano (etanol)*: (Apenas 1.4) 7,7 km/l

Porta-malas: 520 litros

Ford KA

Ford Ka + (R$ 42.390 a R$ 51.190)

O novato da turma chegou no ano passado, com bom conteúdo, motorização moderna e variedade de versões de acabamento. Por outro lado, o caçula da Ford é o menor em comprimento e distância entre-eixos do comparativo. Pesa contra o Ka + a falta de transmissão automática.

Motores: 1.0 12v (85 cv) e 1.5 16v (110 cv)

Câmbio: Manual de 5 marchas

Consumo urbano (etanol)*: (1.0) 8,9 km/l, (1.5) 7,9 km/l

Porta-malas: 445 litros

Nissan Versa

Nissan Versa (R$ 41.990 a R$ 54.990)

Recém reestilizado, o Versa não conquista pelo design. Mas por outro lado, é gigantesco e com um espaço interno que faz inveja em sedãs maiores. Outro ponto positivo desse japonês seu baixo consumo em ambas as versões de motores e preço de entrada bastante agressivo.

Motores: 1.0 12v (75 cv) e 1.6 16v (111 cv)

Câmbio: Manual de 5 marchas

Consumo urbano (etanol)*: (1.0) 10,4 km/l, (1.6) 10,2 km/l

Porta-malas: 460 litros

Renault Logan


Renault Logan (R$ 41.050 a R$ 54.030)

O pioneiro entre os populares espichados, o sedã franco-romeno ganhou design bonito, tem bom espaço interno, conjunto mecânico robusto e o menor preço de entrada. Como o Grand Siena, conta com caixa automatizada EasyR. Por outro lado seu acabamento é abaixo da crítica.

Motores: 1.0 16v (80 cv) e 1.6 8v (106 cv)

Câmbio: Manual 5 marchas e automatizado 5 marchas

Consumo urbano (etanol)*: (1.0) 8,1 km/l, (1.6) 7,3 km/l

Porta-malas: 510 litros

Toyota Etios Sedan

Toyota Etios Sedan (R$ 45.190 a R$ 54.990)

Assim como o Ka, o Etios figura entre os menores da seleção e também é feioso como Versa e Cobalt. Por outro lado, o “Toyotinha” oferece conjunto mecânico robusto, consumo baixo e um porta-malar enorme, sem contar a confiabilidade do mercado com a marca japonesa.

Motores: 1.5 16v (96 cv)

Câmbio: manual 5 marchas

Consumo urbano (etanol)*: 8,5 km/l

Porta-malas: 562 litros