Enquanto o mercado de automóveis e comerciais leves amarga uma retração de 20% nos cinco primeiros meses do ano, o segmento de sedãs médios, assim como o de utilitários-esportivos (SUV), tem sofrido um impacto menor, uma vez que a crise ainda não atingiu em cheio o perfil de consumidor das categorias. A queda é de 16%, sobre o mesmo período de 2014. Mas para o Nissan Sentra, o tempo está bom.


Terceiro colocado no segmento, desbancando o Chevrolet Cruze, o Sentra chega à linha 2016 mais caro e vendendo mais do que nos cinco primeiros meses do ano passado. Na verdade, são exatas 89 unidades de saldo positivo, num total de 6.014 licenciamentos, segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), mas o sedã japonês pode se vangloriar de estar na contramão do mercado.


Partindo dos R$ 69.190 (ante 67.090), o sedã ganhou novos conteúdos, como o sistema Vehicle Dynamic Control (VDC), que agrega em um único módulo os controles de tração e estabilidade, que passam a ser item de série nas versões SV e SL. O sistema da Bosch é capaz de informar ao motorista se ele está trafegando em piso escorregadio, antes de uma situação de emergência.


Outra novidade, mais visível, é o Nissan Connect, que integra ao módulo multimídia do automóvel. O sistema se conecta ao smartphone por meio de um aplicativo (disponível para iOS e Android), em que o usuário pode acessar redes sociais e outras ferramentas pela tela no painel.


Unique


Junto com a linha 2016, a marca volta a editar a série especial Unique, que já tinha sido colocada no mercado em 2012, na geração anterior (a do “Tiozão”). A edição conta com pacote de opcionais completo e itens como rodas aro 17, com desenho exclusivo, revestimento dos bancos e painéis em tom bege, soleiras das portas com iluminação, dentre outras firulas que justificam o preço de R$ 87.490.


Sob o capô, o sedã manteve o motor 2.0 16v de 140 cv e opções de câmbio manual de seis marchas, ou transmissão automática, do tipo CVT, com seis velocidades emuladas.


Ao volante, o Sentra se mostra bem comportado. Não é nenhum esportivo, mas entrega conforto e desempenho satisfatórios para quem busca um automóvel para uso diário com mais refinamento.


A Nissan volta a editar a série especial Unique, que oferece mais refinamento ao sedã japonês