O mercado de automóveis tem sofrido o impacto da desaceleração da economia. Neste ano, segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), a retração dos licenciamentos, nos primeiros três meses do ano, já é de 16,23%, se comparado a igual período de 2014. 
 
Para tentar estimular o mercado entidades vinculadas à indústria automotiva como a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), a Fenabrave e pela Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (Abac) criaram um plano, que vai até o dia 15 de junho, e que oferece vantagens para quem já foi contemplado em consórcio e ainda não adquiriu seu automóvel.
 
De acordo com o plano, batizado de Festival do Consórcio Contemplado, os consorciados terão vantagens especiais para comprar um automóvel novo. Cada marca participante oferecerá condições próprias na negociação.
 
Até o momento, 17 fabricantes aderiram ao plano, inclusive fabricantes de caminhões, como a DAF, MAN, Iveco, Ford Caminhões e Scania. Entre as marcas de automóveis, integraram ao plano Audi, BMW, Chevrolet, Fiat Chrysler, Ford, Honda, Caoa (Hyundai), Mercedes-Benz, Nissan, Toyota e Volkswagen.
 
Segundo a Abac, há mais de 240 mil consumidores contemplados que não utilizaram seu crédito disponível. “Esse volume corresponde um mês de vendas”, aponta o presidente da Anfavea, Luiz Moan. 
 
No balcão
Para quem está no varejo, a iniciativa é vista com bons olhos, como aponta o diretor de vendas da Mila Volkswagen, Antônio João Teixeira. “Na verdade, já temos uma equipe que trabalha com consórcio a muito tempo e a própria Volkswagen já oferece bonificações para quem tem a carta contemplada. Mas com o assunto ganhando força, é claro que teremos um aumento de vendas via consórcio, pois muitos consorciados preferem esperar o termino do plano para receber o dinheiro em espécie. Tem muita gente com a carta contemplada, mas não faz a compra”, explica Teixeira, que explica que a modalidade, que era muito forte nos anos 1980, devido a falta de produto para pronta entrega, perdeu força para o CDC nos últimos anos. 
Os consorciados contemplados que queiram verificar as condições deverão procurar uma concessionária da marca de sua preferência.