A Toyota decidiu encerrar as atividades da marca Scion, fundada em 2003 segmentado ao consumidor jovem nos Estados Unidos e Canadá. De acordo com o alto escalão da Toyota, a extinção da marca não tira os atuais modelos em linha do mercado.
 
Atualmente a Scion oferece cinco modelos, com preços que parte de US$ 17 mil e chegam ao teto de US$ 27 mil. Entre eles os esportivo FR-S, clone do Toyota GT 86. Segundo o fabricante, os modelos passaram a contar com o emblema Toyota.
 
Uma das razões apontadas por analistas do setor para o abandono do selo é a pequena representação da Scion no mercado norte-americano. Em 2015 a marca vendeu apenas 56 mil unidades. Uma ninharia num mercado que registrou mais de 17 milhões de emplacamentos.
 
No entanto, um porta-voz da Toyota aponta que a decisão está sobre o maior interesse do consumidor jovem na marca Toyota, o que tornou a Scion desnecessária.
 
Novos projetos
 
O conceito Toyota CH-R, apresentado no Salão de Frankfurt, e que deverá cegar até o próximo ano para concorrer no segmento dominado pelo Nissan Juke e Honda HR-V, também estava cotado para ter dupla identidade. No entanto, será vendido apenas como Toyota.