Volkswagen apresentou nesta quinta-feira (8) um pedido de desculpas público aos clientes sul-coreanos devido à manipulação das emissões poluentes dos seus automóveis e se comprometeu a estudar a possibilidade de recolher veículos. “Apresento minhas sinceras desculpas por ter traído a confiança dos clientes”, afirmou o presidente da Volkswagen Coreia, Thomas Kuehl, em comunicado.

O empresário deve ser ouvido nesta quinta-feira pelos deputados sul-coreanos devido ao escândalo da manipulação dos resultados das emissões poluentes pelos carros da marca, segundo a emissora pública KBS.

O grupo alemão equipou 11 milhões de veículos em todo o mundo com um software capaz de manipular os resultados dos testes às emissões poluentes, de modo a fazer os carros passarem por mais "ambientalmente sutentáveis" do que realmente são.

O Ministério sul-coreano do Ambiente anunciou na semana passada ter recebido uma carta oficial da empresa indicando que prevê recolher 120 mil veículos no país.