Uma das maiores preocupações dos moradores da área rural hoje é com a segurança. Além dos furtos de gado, cavalos e outros animais e bens de valor, assistimos a uma crescente escalada de violência com ocorrências de homicídios e agressões. Para agravar a situação, por causa da lei do desarmamento, o produtor tem dificuldade de dispor de uma arma legal para garantir a sua defesa pessoal.

Diante disso, o Sindicato dos Produtores Rurais de Curvelo (SPRC) tem se empenhado na luta pela flexibilização da lei do desarmamento e pela organização do meio rural para incremento da segurança. Resultado disso foi a entrega, recentemente, das cinco primeiras placas da Rede de Proteção Rural. Com a ampliação da rede, em breve, outros produtores que já aderiram também receberão as placas.

Em março desse ano, foi organizado o 1º Encontro sobre Segurança Rural, realizado no tatersal do Parque de Exposição de Curvelo, com as presenças de vários produtores rurais e autoridades, das polícias civil e militar e convidados da Federação da Agricultura do Estado de Minas Gerais (Faemg), da Associação dos Sindicatos dos Produtores Rurais do Centro de Minas (Asprodem), além de prefeitos das cidades da região. Desse encontro, foram retiradas algumas proposições para serem incrementadas ao longo do ano. Uma delas foi a formação da Rede de Proteção Rural. Foi criado um grupo de solidariedade que contribui com um fundo, reforçado pelo SPRC, para financiar despesas operacionais das polícias e fomentar uma rede de informações contra o crime. O objetivo é ampliar a cooperação e a comunicação entre as autoridades e a sociedade rural para levar mais tranquilidade aos moradores do campo.

Entrega das placas

O presidente do sindicato, Dalton Canabrava Filho, juntamente com o comandante da 42ª Cia da Polícia Militar, coronel Giovani Idalmo de Faria, fizeram, no fim de novembro, a entrega simbólica das primeiras placas aos participantes da Rede de Proteção Rural. Receberam as placas as seguintes empresas e produtores: Boson Negócios Agropecuários Ltda, Dalton Aleluia de Sá Menezes, Marcos Antônio Alvarenga, Maurício Sebastião Martins Prates, que representou o gerente João Reinaldo, e Paulo César Mourão Mascarenhas.

Estiveram presentes na solenidade de entrega das placas, realizada na sede do sindicato, em Curvelo, os diretores Ângelo Augusto de Souza, Alberto Marques da Silva Maia, tenente Bruno Zunzarren, policiais que compõem a Patrulha Rural e diversos produtores rurais.

Em uma próxima solenidade, em data ainda a ser marcada, serão entregues as placas a todos os produtores que aderiram à Rede de Proteção Rural.

Foi criado um grupo de solidariedade para financiar despesas operacionais das polícias e fomentar uma rede de informações contra o crime