Beyoncé, Anitta, Gaby Amarantos e Madonna são algumas das divas entoadas pela a galera do bloco Garotas Solteiras, que se concentrou, na rua Rio de Janeiro, esquina com Álvares Cabral, no Centro de Belo Horizonte. As ruas transversais tomadas por centenas de pessoas, embaladas pela bateria, que vai do pop ao funk. Mas, sempre, com um toque gramouroso de Queen B (Beyoncé, para quem não é íntimo).

A rainha do pop, aliás, é a homenageada da estreia do bloco no Carnaval de Belo Horizonte. E é de uma das músicas dela (Singles Ladies) que surgiu o nome do cortejo. O lema do Garotas Solteiras para 2016 também tem tudo a ver com a diva: “liberté, egalité, Beyoncé”.

“Não precisa ser garota. Não precisa ser solteira. Se você tem uma diva pop dentro de você e quer celebrar esses maravilhosos hits nacionais e internacionais, vem! Aproveita que é de noite, sobe no salto, arrasa na make, se cobre de brilho, veste seu collant e libera sua Beyoncé interior!”, diz o texto de apresentação do Garotas Solteiras nas redes sociais. E o recado do bloco mais “lycrativo de Belloryhills” vai além: “machistas, racistas, transfóbicos e homofóbicos sashay away”. Ou seja, “deem o fora”.
 

Rainha trans

Com mais de 1,90 m e muito brilho, a trans Cristal Lopez desfilou pela avenida Álvares Cabral como rainha de bateria do bloco. Ela afirma que os movimentos transexuais e homoafetivos precisavam de mais representatividade no carnaval de Belo Horizonte. E, agora, este espaço foi preenchido. “Os movimentos feministas aos poucos ganha mais força. Mas, o LGBT continuava precisando de visibilidade”, comenta.

Uma das fundadoras do bloco, a estudante de arquitetura e urbanismo Laiz Lizardo afirma que ficou surpresa com quantidade de pessoas que aderiu à ideia, iniciada como uma brincadeira. “Um grupo de amigos estava conversando sobre a vontade de criar um bloco que desse voz à liberdade, ao feminismo e à luta LGBT e decidimos montar o bloco. Começou pequeno e, com os ensaios, as pessoas começaram a aparecer. Mas, eu não imaginava que tanta gente fosse entrar na brincadeira”, comemora Laiz.

Tudo para comemorar

Raquel Leite aproveitou o bloco para comemorar o Carnaval. “É o melhor bloco de Belo Horizonte”, afirma. O amigo, Gabriel Whisky, também estava eufórico. “Vim do interior e este foi o primeiro Carnaval que pulei na vida”, comenta.

O bloco segue pela avenida Álvares Cabral, retorna na avenida Bias Fortes e vai até a praça Raul Soares. Durante o percurso, Jennifer Ferreira e Edu Ruas entoam as músicas das divas. “Fizeram uma seleção em uma rede social para escolher as cantoras e nós viemos”, afirma Edu. Ambos cantam há muitos anos.

Novo clipe de Beyoncé

A mensagem de liberdade e aceitação do Garotas Solteiras é dada na mesma semana em que Beyoncé lançou, de surpresa, o single Formation. No clipe, ela faz uma alusão à violência policial contra os negros em New Orleans.

Confira o vídeo: