Ação judicial pede apagamento de obra de arte em lateral de prédio, feita durante o Cura

Da Redação
almanaque@hojeemdia.com.br
21/11/2020 às 18:48.
Atualizado em 27/10/2021 às 05:07
 (Reprodução/Instagram)

(Reprodução/Instagram)

Um abaixo-assinado está sendo feito para ajudar a impedir a destruição de uma pintura, feita na lateral de um edifício no Centro de Belo Horizonte, como parte do Circuito Urbano de Arte (Cura), na edição de 2018.

Realizada pela artista Criola, a obra é motivo de ação judicial, movida por um morador do edifício. Nas redes sociais, a organização do Cura afirma que realizou todos os processos para a feitura da pintura, com aprovação em assembleia.

“Todos votaram a favor, exceto o tal morador que, na sequência, entrou com uma ação pedindo judicialmente o apagamento da obra”, assinala a nota. O morador e o síndico não foram localizados pela reportagem.

A pintura exibe uma divindade de cultura africana que tem seu corpo enrolado por uma cobra, enquanto uma das mãos recebe o sangue de um útero desenhado ao lado. “Vivemos tempos sombrios”, afirmou Criola nas redes sociais.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por