Adriana Calcanhotto apresenta "Olhos de Onda" no Palácio das Artes

Cinthya Oliveira - Hoje em Dia
14/11/2014 às 10:28.
Atualizado em 18/11/2021 às 05:00
 (Divulgação)

(Divulgação)

Os belo-horizontinos terão uma segunda oportunidade de conferir a atual turnê de Adriana Calcanhotto, “Olhos de Onda”. O show de voz e violão, que passa pelo Palácio das Artes esta noite, teve início em Portugal no ano passado e circula pelo Brasil até março do ano que vem – quando o projeto se encerra também em Portugal. Quem ainda não teve contato com esse belo trabalho, ele foi registrado em DVD e lançado há seis meses.

No repertório estão várias músicas que ficaram famosas na voz de Adriana (autorais ou não). O mais importante é que esse show marca a volta do contato da artista com o violão. Por causa de uma torção na mão, ela chegou a ficar um ano e meio sem tocar o instrumento – na época do show “Micróbio do Samba”, ela se virava com instrumentos alternativos.

Confira a entrevista do Hoje em Dia com Adriana:

Como tem sido para você, após vários anos, voltar a se apresentar sozinha no palco? Pergunto isso porque você tem uma relação especial com a sua banda, não é mesmo?

O formato solo é muito quente e íntimo, diferente de estar com a banda, mas nem melhor nem pior, acho que são formatos complementares e eu me divirto e aprendo muito, tanto em um como em outro. Voz e violão é minha forma de compor, de tirar a música de outros autores, acho que é bastante transparente e isso me aproxima do público. Ao mesmo tempo demanda muito mais concentração.

Como tem sido ter uma turnê em que você tem tocado violão com uma grande frequência? As dores nas mãos voltaram ou desapareceram de vez?

Sumiu a dor, assim que operei a mão. A inércia de estar tocando direto, na estrada, faz com que as composições novas comecem a aparecer e isso sempre é boa notícia para mim mesma. Acredito que para qualquer criador, fazer mais uma vez uma coisa que não existia antes é sempre encantador.

A turnê tem sido igual àquele show inicial em Portugal ou "Olhos de Onda" passou por mudanças ao longo do tempo? Se sim, quais mudanças?

Poucas mudanças de repertório; na verdade, desde a estreia em Lisboa, a canção que entrou no show foi, na Flipside, em Snape Maltings, na Inglaterra, ano passado. Cantei "Back to black" da Amy Winehouse para amigos ingleses na plateia e a cancão não saiu mais do roteiro, sendo registrada no show de 1º de fevereiro no Rio, na filmagem do DVD.

Você pretende viajar com esse show por mais quanto tempo? Já tem planos para um próximo disco de estúdio?

A tour acaba dia 1º de março em Lisboa, na sala da Fundação Calouste e Gulbenkian.

Para um próximo disco de estúdio não tenho planos ainda, tenho apenas sonhos. Mas antes de qualquer coisa, férias, rsrs....

Show de Adriana Calcanhotto no Palácio das Artes (av. Afonso Pena, 1.537, Centro). Sexta-feira (14), às 21h. Plateia 1: R$ 140 e R$ 70 (meia); Plateia 2: R$ 120 e R$ 60 (meia); Plateia Superior: R$ 100 e R$ 50 (meia)

Veja o vídeo da música “Olhos de Onda”:

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por