Disco novo na praça é sinônimo de turnê de lançamento. Sem fugir à regra, Alexandre Pires apresenta as novidades – no caso, “Pecado Original” – aos belo-horizontinos nesta sexta-feira (14), no Expominas, em noite que vai contar, ainda, com o Raça Negra. “Mas o público vai poder ouvir os grandes hits da minha carreira também”, avisa o mineiro, que, aliás, está completando 25 anos de carreira (contabilizado, aí, o tempo em que comandou o SPC).
 
Mas se aquelas que o público de Alexandre Pires sabe de cor e salteado vão marcar presença, na conversa com o Hoje em Dia, previsivelmente é “Pecado Original” que detém a primazia. “Passei alguns anos fazendo trabalhos ao vivo, DVDs... Desde 2010 não gravava um CD, e estava sentindo falta daquela preparação de um álbum de músicas inéditas, do clima do estúdio... Foi quando decidi gravar ‘Pecado Original’, que traz músicas compostas ao longo desses últimos cinco anos”.
 
“Meu sangue ferve...”
 
Mas ao lado das inéditas, o ouvinte vai se deparar com... “Meu Sangue Ferve Por Você”. Aquela mesma, que fez sucesso com o vozeirão de Sidney Magal. Aqui, ela ganha versão “melody lady”. “Gosto muito dessa música, tem uma energia muito boa, e achei que tinha tudo a ver trazer para esse trabalho e para esse show”.
 
O romantismo é mais uma vez o norte de Pires. “Eu sou muito romântico”, diz ele. “Gosto de ter, nos meus discos e shows, músicas mais alegres, divertidas, mas o romantismo é muito forte no meu trabalho. Gosto dessas canções que mexem com as pessoas. Sempre ouvimos, do público, histórias de amor que começaram ou que foram embaladas por essas músicas, e isso é muito gratificante”.
 
E o balanço desses 25 anos? “Muito trabalho, muita luta e muito amor à música. Passei por momentos inesquecíveis e amadureci muito, pessoal e musicalmente. Hoje, me sinto ainda mais feliz com meu trabalho”, pontua ele, que, na capa do novo disco, aparece de perfil, em foto P&B, sem camisa e com chapéu panamá.
 
Alexandre Pires e Raça Negra – Nesta sexta-feira (14), às 22h. Expominas (Av. Amazonas, 6.200). Ingressos: Pista: R$ 50.
 
Camarote open bar (whisky 8 anos, vodka, cerveja, citrus, refrigerante e água): R$ 120 (Fem) e R$ 160 (Masc). Mesas: Setor 1: R$ 600. Setor 2: R$ 500
 
Classificação etária: 16 anos.
 
O grupo Raça Negra contabiliza 30 anos de estrada: com mais de 10 discos de estúdio e “ao vivo” gravados, já vendeu mais de 10 milhões de cópias