Ícone da representatividade negra nas artes do país, a atriz Chica Xavier faleceu na madrugada deste sábado (8), aos 88 anos, em decorrência de um câncer no pulmão. 

Em março, ela apresentou um quadro de suspeita de pneumonia. Porém, devido à pandemia de Covid-19, a família preferiu aguardar antes de levá-la ao médico, já que, além da questão da idade, era hipertensa e diabética. 

Com a piora na respiração, na quinta-feira (6), Chica Xavier foi levada à emergência do Hospital Vitória, no Rio de Janeiro, onde constataram um câncer de pulmão em estágio avançado.

Trajetória

Presente no elenco de várias novelas de época da Rede Globo, como "Esperança", "A Força de um Destino" e "Sinhá Moça", a artista teve como um de seus últimos trabalhos o folhetim "Cheias de Charme", exibido em 2012.

Nascida em Salvador, a atriz também teve presença marcante nos cinemas, tendo participado do clássico "Assalto ao Trem Pagador" (1962), de Roberto Farias. Participou ainda de "A Partilha" (2001) e "Nosso Lar" (2010).

Há dez anos, recebeu o Troféu Palmares, concedido pela Fundação Palmares, por sua contribuição às artes e à cultura afro-brasileira.

Repercussão

Entre os artistas que lamentaram a morte da atriz nas redes sociais, Lázaro Ramos escreveu que ela foi uma das suas inspirações na carreira. "Obrigado por essa presença nobre que a senhora era em cada aparição na televisão. Pra um jovem sonhador foi o sinal que eu precisava para saber que era possível", postou.

Esposa de Lázaro, a também atriz Tais Araújo disse, em seu perfil no instagram, que "o céu recebe hoje a nobreza. Entre nós vivia uma nobre, uma rainha elegante, sábia, afetuosa, agregadora, ombro e colo para muitos".

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Hoje as lagrimas correm como um rio. Dona Chica Xavier é uma das pessoas mais especiais que conheci na vida. Quando ainda na Bahia eu sonhava em ser ator era ela uma das minhasinspirações. Cheguei ao Rio e tive o privilégio de trabalhar com ela e generosamente como fazia com todos ela me acolheu, me passou ensinamentos, me apresentou a sua linda família, e abriu as portas da sua casa para que eu soubesse que ali onde ela era yalorixa era um lugar de fé e acolhimento. Obrigado Dona Chica por inspirar e se doar como se doou. Obrigado pelo amor e talento que nos ofereceu. Obrigado por ser a prova da possibilidade de um amor duradouro como o seu com Seu kelé. Obrigado por inspirar e trazer pra nós seus netos e queridos amigos @luaxavier E @ernestoxavier. E obrigado por ser essa presença nobre que a senhora era em cada aparição na televisão. Pra um jovem sonhador foi o sinal que eu precisava para saber que era possível. Vou chorar muito, mas também terei a certeza de que a senhora, professor Jorge Portugal e professor Jaime Sodré estarão cumprindo as suas funções de ancestrais, cuidando de nós e nos inspirando. Axé Mãe Chica.

Uma publicação compartilhada por Lázaro Ramos (@olazaroramos) em