SÃO PAULO - Com um show de quase duas horas de duração, o vocalista Nasi e o guitarrista Edgard Scandurra selaram a paz na noite de quarta-feira (30).

Em São Paulo, os líderes do Ira!, que não se falavam desde 2007, quando a banda terminou em meio a brigas, subiram ao palco em clima amistoso para tocar repertório baseado nos dois primeiros discos do grupo, "Mudança de Comportamento" (1985) e "Vivendo e não Aprendendo" (1986).

A canção "Flores em Você", do álbum de 1986, foi a primeira do encontro entre os dois. "A gente colocou tudo na balança e viu que o que vale é o sentimento bom", disse Scandurra à plateia ao receber Nasi.

A partir daí, o público, cerca de 700 pessoas -a maioria na casa dos 40 anos-, vibrou ao som de sucessos como "Eu Quero Sempre Mais", "Tarde Vazia", "Dias de Luta", "O Girassol" e "Envelheço na Cidade", além de cover de "Foxy Lady", de Jimi Hendrix, e de "Você não Serve pra mim", de Roberto Carlos.

"É melhor coisa do mundo ver eles juntos de novo", dizia olhando para o palco, quase chorando, a produtora de eventos Daniela Almeida, 39 anos, fã há 25 deles.

O compositor Arnaldo Antunes, o vocalista do RPM, Paulo Ricardo, e o trompetista Guizado também participaram da apresentação, realizada no Espaço Traffô (zona sul de São Paulo), local normalmente usado para festas de casamento e eventos corporativos -daí os problemas de acústica sentidos em algumas canções, sem desanimar a plateia, no entanto.

Completando a banda, estavam o baixista Daniel Scandurra (filho de Edgard), o tecladista Johnny Boy e o baterista Felipe Maia.

A renda foi destinada a bolsistas da escola Novo Ângulo Novo Esquema, que atende crianças com dificuldade de aprendizagem. Lucas, um dos filhos de Scandurra, estuda no local e foi o idealizador do evento.
"Estamos à vontade. Tudo isso (o caráter beneficente do evento) quebra qualquer miasma do passado", disse Nasi à Folha no camarim, antes de subir ao palco. "O rock é feito disso, de brigas. É um casamento sem sexo", completou ele, para quem um só ensaio bastou para o encontro, ainda que canções como "Nas Ruas" não fossem tocadas há mais de dez anos.

Possível volta

No que depender de Nasi, o Ira! pode voltar no próximo ano. Segundo o vocalista, desde que o show "da paz" foi anunciado, o grupo recebeu diversos convites para tocar, o que o motiva a uma possível continuidade, que vem sendo tema de conversas com Scandurra.

"Mas não quero deixar minha carreira solo, que está estabilizada", ressalta ele, que planeja lançar novo álbum e DVD no próximo ano. "E preciso saber se quero aceitar o resto da formação de volta", ri. Para ele, o grupo poderia voltar com integrantes diferentes.

"A gente deveria ter dado um tempo depois do 'Acústico' (MTV)", diz Nasi sobre as brigas que separaram o grupo em 2007. O álbum, lançado em 2004, foi o mais vendido da carreira do Ira!, com cerca de 300 mil cópias.