Imagine o encanto dos números acrobáticos do Cirque du Soleil fora das tendas. Então, pense em transportá-lo para um universo artístico completamente diferente do habitual. Que tal utilizar um jardim lúdico para substituir as lonas? 
 
É isso que aconteceu nesta quinta-feira (10) no Instituto Inhotim, um dos museus de arte contemporânea mais importantes do Brasil, localizado em Brumadinho, na Grande BH.
 
O centro cultural recebeu intervenções de 16 artistas de "Corteo" ao longo desta tarde - incluindo uma brasileira, a trapezista Camila Comin. Quem passou pelo instituto pode conferir, das 13 às 15 horas, um pouquinho da magia do circo. Confira imagens da ação social.

Leia também: Semana das Crianças: programação especial para a família toda no Inhotim
 

Cirque de Soleil2_Milson Veloso_Hoje em Dia
Crianças se encantaram com acrobacias e apresentações dos artistas de Corteo (Foto: Milson Veloso/Hoje em Dia)


O evento contou com apresentações para as crianças, oficinas de arte e maquiagem, além das acrobacias do maior espetáculo do Cirque du Soleil em turnê atualmente.
 
Foi uma oportunidade para cerca de 180 crianças de escolas públicas terem contato de perto com os personagens. No local, elas puderam aprender algumas das técnicas utilizadas por quem faz a arte nos palcos.

Semana das Crianças: programação especial para a família toda no InhotimO pequeno Luiz Miguel, de seis anos, curtiu o que viu e aproveitou para mostrar uma "estrelinha". "Foi muito legal e aprendi umas coisas divertidas", diz todo animado.
 
Do outro lado, os artistas também aprendem. É o que garante "Lolo" Fernandez, que faz o palhaço sonhador Mauro no espetáculo "Corteo". "Eu gosto de ter contato com cada comunidade por onde passamos. E aqui em Minas as pessoas são muito amigáveis", justifica.
 
Esta foi a primeira vez que houve uma parceria do Cirque du Soleil com Inhotim. De acordo com a coordenadora de programação cultural do instituto, Morgana Rissinger, a iniciativa partiu do grupo circense.

"Decidimos oferecer essas atividades e fazer uma programação voltada para as crianças. É uma chance de elas terem acesso ao maior circo do mundo", explica.