Belo Horizonte vai se tornar território da fantasia inspirada em "Alice no País das Maravilhas". Nesta quinta se comemora o "Carrollsday", em homenagem a Lewis Carroll, matemático, fotógrafo e escritor inglês, criador da obra. O evento é uma criação da artista plástica Beatriz Mom, que vai reunir diversas linguagens artísticas em intervenções na Livraria Mineiriana.
 
A programação começa às 9 horas, com a exposição literária com obras raras, antigas e especiais do livro. Às 17 horas, o grupo Indigestão apresenta o "Chá muito Louco", chá das cinco baseado no exagero, com pilhas de xícaras confeccionadas com açúcar, chás de cogumelos, sinfonias e reações alucinógenas que vão levar o espectador a questionar o limite da razão.
 
Os jovens do programa "Valores de Minas" ocupam o espaço a partir das 19 horas com fragmentos do espetáculo "Ali(ce)ia", inspirado em "Alice no País das Maravilhas" e apresentado em 2011. Cerca de 30 jovens participam da narrativa adaptada do original, em que Maria Alice sai em busca de seu livro preferido que foi roubado. 
 
O evento foi inspirado no "Bloomsday", dedicado a celebrar a obra "Ulisses", do irlandês James Joyce. Esta é a quarta vez que o "Carrollsday" é realizado em Belo Horizonte.
 
Serviço
IV Carrollsday - Um dia dedicado a Lewis Carroll, Alice e o nonsense
Quinta-feira, dia 4 de julho, das 9 às 22 horas
Local: Livraria Mineiriana - Rua Paraíba, 1419, Funcionários
Entrada Gratuita