Foi do desejo de colocar para fora tudo que sentia durante um momento difícil de sua vida que a autora Sidneia Simões escreveu os 53 poemas que compõem o livro “Desarmadilha”, obra que ela lança hoje no Sesc Palladium e, também, no próximo dia 14, no Centro Cultural da UFMG.

“Escrevo sobre coisas viscerais para mim. São poemas que falam muito de uma pessoa em um processo de transformação, em um processo de elaboração de questões durante um momento de crise”, explica. O título da obra – um neologismo criado pela autora e que também dá nome a uma das poesias da obra – é significativo deste período. “Desarmadilha é essa busca, essa coisa de você tentar sair de uma tristeza, de uma depressão em que você estava submersa”, conta.

Apesar de tratar de assuntos delicados, como a tristeza, ela garante que a leitura é leve. O próprio formato da obra colabora com essa leveza, já que ao longo das páginas, a autora disponibiliza cartões postais que podem ser destacados e compartilhados com outras pessoas. A ideia para esta configuração veio do coletivo “O Grito”, do qual ela faz parte, e que trabalha justamente com a ideia de postais poéticos. “O livro é uma união da minha escrita com o que já venho trabalhando no coletivo”, </CW>diz.

Aliás, foi através do trabalho no coletivo que a autora teve o “empurrão” que precisava para soltar no mundo o seus escritos – e marcar sua estreia literária. “É uma dificuldade grande acreditar que se pode compartilhar o que estamos escrevendo. Pela arte, de um modo geral, falamos coisas que são muito íntimas. Então, essa história dos postais foi boa, porque fui experimentando, publicando alguns dos meus poemas e tive o retorno das pessoas. Foi um exercício que me fez acreditar e sonhar em publicar o livro”, confessa.

E, se a autora experimentou, ela propõe aos leitores o mesmo exercício, disponibilizando ao longo do livro espaços em branco que podem ser completados com textos e ilustrações. “Eu faço arte e você também pode, se quiser, quando quiser e como quiser”, convida.

Serviço: Lançamento do livro “Desarmadilha”, de Sidneia Simões, nesta terça-feira, às 19h, no Sesc Palladium (avenida Augusto de Lima, 420 - Centro)