Já se passaram 20 anos desde a formação da boy band mais famosa do mundo dos anos 90. Os rostos já não são de jovens adolescentes, os cabelos estão mais curtos e ralos, as coreografias menos acrobáticas, e as silhuetas dos corpos não tão definidas. Mas os Backstreet Boys mostraram que seus sucessos e carisma com o público não envelheceram, tampouco foram esquecidos.

Em turnê pelo país desde sábado, os meninos do BSB trouxeram a turnê In a World Like This para Belo Horizonte na noite desta terça-feira (9), no Chevrolet Hall, na região Centro-Sul da cidade. E eles não decepcionaram as fãs mineiras que lotaram a casa e esgotaram os ingressos meses antes da apresentação. Cerca de três horas antes do início, uma fila gigante se formou do lado de fora da casa de shows e se estendia até a rua de trás, na Major Lopes.

O show da banda, que vem ao país pela quinta vez, e passa por BH pela segunda oportunidade - a última foi em 2011, começou com 28 minutos de atraso, e durou exatas duas horas, com direito a bis, bate-papo, declarações de amor ao Brasil e às mulheres brasileiras, e muita descontração.

Segundo o set list divulgado pela banda, a noite foi aberta com "The Call", "Don´t Want You Back" e “Incomplete”. Confesso que não consegui ouvir nenhuma das músicas direito devido à tanta histeria da plateia. Para se ter uma ideia, se algum fiscal da prefeitura estivesse no local medindo os ruídos na casa,  certamente ele teria um recorde de decibéis em BH!

 

Set list dos BackStreet Boys em BH! #ChevroletHall #BackStreetBoys #BH #BHDicas #BSBBH

Uma foto publicada por Frank Martins (@frankmartins) em

Somente quando o clássico/sucesso arrasa quarteirão “All I Have to Give” foi tocado que as fãs trocaram os gritos histéricos por um coro em conjunto com os cinco ‘garotos da rua de trás’. Era difícil não ser contagiado pela energia positiva que o grupo transmitia e a sensação que muitos sentiram no Chevrolet Hall era de reviver os tempos mais jovens.

 

🎶All I Have To Give🎶 #BSBBH #BackStreetBoys #ChevroletHall #BHDicas #BH

Um vídeo publicado por Frank Martins (@frankmartins) em

Entre uma música e outra era possível ouvir os comentários das fãs sobre os seus ídolos. Hoje, quase todos casados e pais de família - menos Nick Carter, que ainda não tem filhos, mostraram que já são homens amadurecidos, mas que não perderam o encanto e o charme.

No palco também pouca coisa mudou. Entre trocas de roupas e o uso de alguns instrumentos de forma pontual, A.J - com 37 anos, e Brian - com 40 anos, seguram o vocal na maioria das músicas. Howie - com 41 anos, mudou seu visual deixando o cavanhaque de lado e fazendo entradas pontuais durante as canções. Já Nick - com 35 anos, segue o estilo meninão/brincalhão, embora aparenta estar uns quilinhos acima do peso para os padrões BSB. E Kevin, de 43, segue como o integrante responsável pelas melodias e o mais desengonçado no palco, mas nada de forma que o faça perder o porte de galã do grupo.

Muito carismáticos, os integrantes da boy band agradeceram aos fãs pelo carinho nesses mais de 20 anos de carreira. "Não estaríamos aqui sem os fãs. Saibam que nunca desistimos e nunca desistiremos. Somos gratos por tudo que fizeram por nós. E acredito que este novo álbum faz esta declaração de forma bem clara a todos”, disse A.J durante a apresentação desta terça-feira.

Entre um sucesso e outro, como, “As Long As You Love Me”, “The One”, "I Want it That Way" e "Backstreet's Back", os integrantes conversavam com a plateia, um a um, interagindo com os fãs. "Fiquem loucas, percam a voz e voltem aos 15 anos. E se seu namorado ou marido perguntar o que houve, diga a ele que você estava no show dos Backstreet Boys”, pediu Nick durante uma interação com a plateia.

As irmãs Tatiane e Naiara Viegas, fãs dos Backstreet Boys desde a infância, nunca tinham ido a uma apresentação do grupo no Brasil. “Sempre fizemos parte de fã clube deles. Guardávamos fotos e recortávamos notícias deles de revistas. Quando eles estiveram em São Paulo não pudemos ir porque éramos muito novinhas. Hoje tivemos a oportunidade de relembrar essa parte especial da nossa infância”, conta Tatiane. 

Backstreet Boys arrasam em show em BH e fazem fãs ir ao delírio
Tatiane e Naiara vibraram bastante com o show dos Backstreet Boys (Foto: Thiago Romano/Divulgação)

Já Naiara, que tem uma admiração especial por Nick, confessou que ficou emocionada no começo do show e com os olhos cheios de lágrimas. “Parecia que voltei aos meus 15 anos”, afirmou a bela jovem.

Em um momento acústico do show, algumas fãs foram selecionadas e sentaram atrás do grupo, ouvindo alguns sucessos românticos, direto do palco. Mas nada vem de graça. Esse privilégio de acompanhar a apresentação de um ângulo exclusivo custou cerca de 600 dólares. Sentados no bom estilo voz e violão em uma mesa de boteco, eles tocaram mais uma bateria de clássico para as fãs que não pararam de gritar nenhum segundo.

 

🎶Quit playing games with my heart🎶 #ChevroletHall #BSBBH #BackStreetBoys #BHDicas #BH

Um vídeo publicado por Frank Martins (@frankmartins) em

Para encerrar essa noite de reunião e celebração das fãs mineiras dos Backstreet Boys, que se divertiram como nunca, as músicas escolhidas foram “Everybody" e "Larger Than Life”. O maior sucesso da boy band e o último hit mundial do grupo. Realmente, um show para guardar na memória e falar dele pelo resto da vida.

Confira galeria de imagens do show dos Backstreer Boys em BH: