Os roqueiros quarentões devem se lembrar do L7, banda feminina de punk rock que marcou presença na inesquecível edição do festival Hollywood Rock de 1993, quando o movimento Grunge estava no auge. Vinte e cinco anos após aquela apresentação marcante, a banda volta ao Brasil para uma turnê por Belo Horizonte, São Paulo e Rio de Janeiro. 

A apresentação na capital mineira acontece no dia 6 de dezembro, no Music Hall, e os ingressos, por R$ 70, já estão à venda no site do Queremos. A abertura fica com a banda goiana Carne Doce. 

Marcado por músicas feministas, o grupo ficou 18 anos sem lançar músicas inéditas, mas voltou a mostrar seu trabalho com os singles "Dispatch From Mar-a-Lago" e "I Came Back to Bitch". 

O L7 foi formado em 1985 por Suzi Gardner (voz/guitarra) e Donita Sparks (voz/guitarra) – e depois incorporou Jennifer Finch (baixo) e Demetra Dee Plakas (bateria). Lançou seis discos, mas o mais destacado foi  "Bricks Are Heavy", de 1992 – contando com o hit "Pretend We're Dead". É considerado um dos 100 discos indispensáveis dos anos 90, segundo a Rolling Stone americana.

As estrelas do grunge, que tocaram nos mesmos festivais que Nirvana e Alice in Chains, deram uma pausa na carreira em 2001, e só retornaram aos palcos em 2015. Ícones do movimento feminista, elas foram as responsáveis pela série de shows beneficentes Rock for Choice, pela defesa da legalização do aborto nos Estados Unidos.

Relembre a marcante apresentação do L7 no Brasil em 1993: