A arte do artista. Solo ou monólogo. Sem tirar nem pôr, com todas suas nuances no palco. Uma junção que ganha ainda mais fôlego com a utilização de linguagens distintas das artes, como teatro, dança e performance. Com essa “pegada” plural e diversificada será realizada a segunda edição da mostra “BH in Solos”, desta quinta-feira (13) até o dia 23 deste mês, na Funarte MG.
 
Coordenador da mostra, Robson Vieira aponta para outro ingrediente que vai tornar o “BH in Solos” ainda mais atraente para o público: o diálogo com realidades de outras localidades, caso de “Com Mis Pies em Tu Tierra”, do Teatro el Baul, de Bogotá (Colômbia). “Não tinha essa premissa. Mas o projeto cresceu e já tínhamos esses contatos com artistas de fora. Eles entenderam que é uma oportunidade para apresentarem seus trabalhos no Brasil. Mandamos o edital para essas pessoas, por meio da internet, e abrimos o festival para a América Latina”, observa Robson.
 
Mas a produção reflete também o que é feito em Belo Horizonte. “Temos uma boa produção de espetáculos solos na capital mineira, e tivemos um grande números de inscritos. E, assim, tentamos contemplar toda essa diversidade”, diz. Ao contrário da primeira edição, realizada ano passado, por meio de convites, esta de 2014 foi feita através de edital, que contou com a participação de 40 inscritos. 
 
Pioneiro
 
Mas para ver o “filho” crescer com essa rapidez, Robson teve que, primeiramente, embalá-lo. Com persistência e sem vaidade – principalmente aberto às necessidades dos artistas, com trabalhos solos que lidam com pouco espaço na cidade. “A ideia surgiu quando estreei o segundo solo, ‘A Vertigem’, em 2010. Percebi ali que havia uma dificuldade grande de circular com o solo. Comecei a pesquisar festivais de solo e vi que tinha pouco ou quase nada no Brasil. E temos uma produção cultural de solos grande inserida no teatro, na dança. Criamos a primeira com convidados, mas o projeto cresceu e resolvemos, para esta, fazer uma seleção”, avalia. Nesta segunda edição, serão exibidos oito espetáculos de Belo Horizonte, Florianópolis e Bogotá (confira ao lado). Em 2013 a mostra aconteceu em espaços alternativos da cidade – o Espaço Esquyna, na Sagrada Família, e a Zap 18, no Serrano.
 
SAIBA MAIS
 
Confira a agenda do ‘BH in Solos’
 
De desta quinta a 23/11, na Funarte (rua Januária, 68, Floresta). De quinta a sábado, às 20h, e domingo, às 19h
R$ 10 e R$ 5 (meia)
Quinta – “Pose Para (não) Esquecer” (Heloisa Marina, de Florianópolis)
Sexta – “Memórias Póstumas de Um Neguinho” (Zap 18, BH)
Sábado – “Con Mis Pies em Tu Tierra” (Teatro el Baul, de Bogotá, Colômbia)
Domingo – “Ensaio Para Senhora Azul” (Kelly Crifer, BH)
Dia 20 – “Discurso do Coração Infartado” (Silvana Stein, BH)
Dia 21 – “Bestiário” (Vinícius Souza, BH)
Dia 22 – “A Projetista” (Dudude, BH)
Dia 23 – “Desmemória América Latina” (Flores de Jorge Cia. Cênica, BH)