Belo Horizonte está em alerta para a baixa umidade relativa do ar. A previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) é de que a capital registre índices em torno de 30% ao longo desta semana. A situação pode agravar doenças respiratórias. O recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) é 60%. 

De acordo com Cléber de Souza, do Inmet, a preocupação maior é para a parte da tarde. "Estamos passando por um período de grande estiagem e agosto é o mês mais seco do ano", explica o especialista. O fenômeno é ampliado por uma massa de ar continental seca e quente, que atua sobre o Estado.

Por isso, durante o dia, há uma elevação de temperatura, podendo chegar a 20°C, e uma rápida queda à noite, até o inicio da manhã, com os termômetros marcando em torno dos 10°C.

A sensação térmica em Belo Horizonte ficou em zero grau, entre 6h e 7h desta terça-feira (4), na região do Belvedere, onde o Inmet tem a estação Cercadinho. Foram registrados ventos de 24km/h.

As pessoas devem tomar alguns cuidados nesta época. Dentre eles, ingerir muita água, não ficar exposto ao Sol entre 10h e 16h e evitar realizar atividades físicas, especialmente quando a umidade relativa do ar estiver abaixo de 30%.