Estreia nesta segunda-feira (23) a 17ª edição do "Big Brother Brasil". Quem comandará a nave é Tiago Leifert, e não mais Pedro Bial, que ficou no cargo por 14 anos. Ansioso pela estreia e sem medo das críticas, o novo apresentador revela que se sente pronto para o desafio.

"O Boninho [diretor] me ligou em agosto do ano passado e disse: 'Você não fará mais o 'The Voice Kids', fará o 'BBB''. Na hora fiquei sem reação. Ele só pediu para eu não contar a ninguém, nem para os meus pais. Guardei segredo um mês", relembra Leifert. "Sempre fui viciado no programa, mandava sugestões de provas para a produção, sempre tive 'pay-per-view'.", disse.

Mas e os tradicionais discursos na hora da eliminação, como ficam? "Não sei se farei discurso. Vou falar com base no que estiver ocorrendo dentro da casa", revela. "Eu vou errar, vou acertar, mas estou com gana de fazer", define.

Outra novidade é que, pela primeira vez, o apresentador aparecerá de corpo inteiro quando for falar com os "brothers". Isso será possível com computação gráfica e um telão de LED dentro da casa.

O perfil dos participantes está bastante variado, com destaque para uma paratleta e uma idosa de 70 anos, a mais velha a ficar confinada na história do "BBB". Além disso, duas duplas de gêmeos entram na casa. O público decidirá nesta segunda (23) quais deles - um dos homens e uma das mulheres - ficam com os demais competidores, que chegam nesta terça (24).