As instituições que lideraram o ranking de reclamações de agosto, divulgado nesta terça-feira (16), pelo Banco Central, informaram que trabalham para melhorar o relacionamento com os clientes e correntistas. O conglomerado BMG voltou a figurar no topo da lista das instituições que têm pelo menos 2 milhões de clientes. Este é o segundo mês em que a autarquia trabalha com uma nova elaboração do ranking e, desde então, o BMG encabeça a lista.

"O Banco BMG informa que atua para oferecer o melhor atendimento, de maneira ágil, para sanar quaisquer dúvidas ou pendências de seus clientes. Dessa forma, o BMG tem ampliado os esforços para melhorar os procedimentos internos, para garantir maior eficiência na solução das demandas dos clientes", informou a instituição, por meio de nota à imprensa.

O segundo lugar ficou com o conglomerado Mercantil do Brasil. A assessoria de imprensa da instituição atribuiu à mudança no ranking e à nova resolução de portabilidade do BC o aumento no número de reclamações. "Entretanto, o MB está atento às necessidades dos clientes e alterou processos internos para reverter a situação", trouxe comunicado da assessoria de imprensa.

O Santander, que ficou em terceiro lugar na lista, ressaltou que tem trabalhado na melhoria dos seus processos, ofertas e atendimento. O intuito, de acordo com a nota da assessoria de imprensa, é torná-los mais "simples e ágeis e, dessa forma, melhorar a satisfação e a experiência dos consumidores com o banco".

O Banrisul e o HSBC, respectivamente em quarta e quinta posições, ainda não retornaram ao contato feito pela reportagem.