As longas caminhadas feitas pelo interior de Minas Gerais por Henrique Detomi, com algumas delas chegando a durar 24 horas, de forma ininterrupta, não tinham um objetivo esportivo ou turístico. “São quase propostas artísticas”, registra o artista plástico, que inaugura amanhã, na Casa Fiat de Cultura, a exposição virtual “Sagoma”.

No lugar de buscar cidades reconhecidas pelos guias de turismo, Detomi fazia uma escolha aleatória. “Não era a questão específica de um lugar. A diferença para uma viagem turística é o fato de que, o mais importante, era perceber como as pessoas vivem no campo, como elas passam pelos locais sem prestar atenção”, observa.

O resultado de tantas andanças é a espinha dorsal da mostra, que reúne duas séries de paisagens. A intenção de Detomi não é reproduzir os lugares por onde passou, mas sim criar no público uma dúvida. “Meu desejo é despertar a curiosidade sobre o que se está vendo, criando uma relação entre o natural e o artificial”.

Em boa parte das pinturas, Detomi tem como ponto de partida uma foto de paisagem que ele não conhece. “Depois junto com uma que eu mesmo tirei e com lembranças e sensações de um lugar que estive. Com tudo isso reunido, tento formar a pintura”, explica o artista mineiro, que vem trabalhando com suportes como madeira e tecido cru.

O pontapé dado neste trabalho foi com a série “Pequena Ode ao Vazio”, iniciada em 2014. A segunda, “Minutos Antes do Fim”, começou em 2019, acrescentando novas questões à relação instável que a paisagem tem, a partir da ocupação da terra pelo homem. Com o tempo, passou a levar sua inquietação para esculturas. Duas delas compõem a exposição.

“Pensar a escultura é pensar a matéria. As duas obras são compostas por ferro e terra para evidenciar essa relação entre o orgânico e o artificial”, destaca Detomi, que desde 2017 reside em São Paulo, após ser aprovado num mestrado em Artes Visuais da Universidade de São Paulo (USP), onde continua fazendo suas caminhadas.

“Sagoma” abre o calendário expositivo da Casa Fiat de Cultura e ficará em cartaz até 15 de março. A mostra está montada no espaço Piccola Galleria e poderá ser vista pelo público de forma virtual, por meio de percursos em vídeo, mediações online e conteúdos especiais criados pela equipe da instituição em conjunto com o artista.

Uma das ações acontecerá amanhã, às 19h, com um bate-papo on-line com Detomi. As visitas virtuais devem ser agendadas, ocorrendo sempre às quintas-feiras, com horários específicos para mediação em libras. Para participar tanto da conversa como da visita, o interessado deverá ser inscrever gratuitamente no site Sympla.