Há 22 anos, um caso de abuso sexual de menor nos Estados Unidos ganhou repercussão em todo o mundo. Uma professora de 34 anos, casada, engravidou de um aluno, na época com 13 anos. Julgada, cumpriu pena de sete anos e meio de prisão. Hoje, está casada com o ex-aluno.

A história será contada a partir deste domingo (27), às 21h50, no canal de TV por assinatura A&E. O especial “Mary Kay Letourneau: Meu Crime é Amar” traz comovente relato, contado pela própria acusada, que tem duas filhas com a suposta vítima.

Passo a passo

O programa, com duração de duas horas, reconstrói este caso de amor e sexo que é considerado o mais escandaloso dos EUA. A própria Mary revela detalhes inéditos, enquanto compartilha de maneira profunda e aberta sua história, os problemas com a lei, a vida na cadeia e o sentimento logo que perdeu contato com os filhos mais velhos.

Ela relata como conheceu o ex-aluno Vili Fualaau, em 1996, quando se apaixonou e tomou ciência de que havia cometido um delito. Fala também sobre o posterior julgamento e sentença e a vida atual.

“Uma vez, ele fez uma aposta com um amigo, em que tinha certeza que poderia ter uma aproximação comigo. E assim foi, em uma ocasião depois da aula, que Vili me disse que gostava de alguém. Desde então, nos tornamos muito próximos, mas no começo não senti atração, nunca havíamos nos beijado, nem fizemos sexo. Simplesmente nos tornamos muito próximos”, assegura a professora.

Além disso, o especial inclui depoimentos de Vili, dos amigos mais próximos de Mary e do advogado dela David Gehkre. Traz também entrevistas com detetives que atuaram no caso e imagens de arquivo, dos julgamentos, sentenças e até reportagens sobre o primeiro marido de Mary Kay, Steve Letourneau, com quem teve quatro filhos.

Detalhes da programação podem ser consultados no canalaetv.com.br.

Leia mais:

Bloco 'Pisa na Fulô' faz festa comemorativa para financiar desfile do Carnaval de 2019

Livro de jornalista mineiro aborda a relação entre Hugo Chávez e o narcotráfico

Filme mostra crianças em situação de inadaptação; 'Shade' exibe temas como amizade e superação