Uma fala do apresentador Stanley Gusman, da TV Alterosa, durante o programa Alterosa Alerta nessa terça-feira (9) gerou polêmica. Nas redes sociais, usuários protestaram e acusaram o apresentador de racismo. Com a repercussão, Gusman pediu desculpas ao vivo no programa desta quarta-feira (10).

Ao se referir ao presidente do Ibope, Carlos Montenegro, Gusman afirmou "eu sei muita muita coisa. Dentre elas, sei quem é o dono do Ibope. O nome do cara é Montenegro. Se ele fosse do bem, ele ia chamar 'Montebranco'". Na sequência, ainda entraram algumas vinhetas com sons humorísticos, como uma voz gritando "uepa!", além de um som de bateria, conhecido por ser tocado após uma piada ser contada.

O repórter Rafael Martins, com quem Stanley conversava ao vivo, mostrou-se constrangido com a situação e disse apenas: "Nossa mãe". Em uma nota publicada nesta quarta, o jornalista, que também é deputado estadual pelo PSD, anunciou que pediu demissão do Alterosa Alerta. "Afirmações racistas, ainda que em tom jocoso, devem ser repudiadas com veemência por todos aqueles que defendem uma sociedade inclusiva, na qual os direitos alcancem indistintamente os cidadãos", declarou em uma postagem em sua página no Facebook, na qual ainda disse que nunca se sentiu tão constrangido.

Além da revolta de usuários nas redes sociais, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais também se manifestou através de uma nota de repúdio, na qual afirmou que "espera que o caso seja devidamente apurado e responsabilizado" e "considera grave e inaceitável a ofensa de conotação racial veiculada em programa da TV Alterosa".

Em sua retratação na edição desta quarta-feira do programa, o apresentador pediu desculpas "a quem possa ter ofendido". Nas palavras de Gusman, "Estou absolutamente constrangido por isso". Ele ainda se desculpou com o repórter Rafael Martins e com a TV Alterosa.

A emissora declarou que não vai comentar o caso e que a resposta foi dada por Stanley no ar.

Com Estadão Conteúdo