De 16 a 20 de agosto, BH recebe o Circuito de Fotografia e do Patrimônio Cultural, uma semana dedicada à imagem, à memória e ao patrimônio, promovido pelo Iepha-MG e coletivo Nitro.

Com uma programação gratuita e diversificada, o evento ocupará a Praça da Liberdade com galerias à céu aberto, projeções de fotos, oficinas, feira de livro, debates, caminhadas fotográficas e duelo de MCs. O evento é uma realização do Governo de Minas Gerais, por meio do Instituto Estadual de Patrimônio Histórico e Artístico (Iepha-MG), em parceria com o coletivo mineiro Nitro.

O Circuito da Fotografia e do Patrimônio Cultural celebra duas datas marcantes para a cultura: o Dia Nacional do Patrimônio Histórico (17 de agosto) e o Dia Internacional da Fotografia (19 de agosto). Para isso, instituições públicas e privadas, grupos, coletivos, artistas e pensadores do Brasil e da América Latina foram convidados para apresentarem ao público diversas formas de interação entre as duas áreas.
 
“A proposta deste encontro entre patrimônio e fotografia é olhar a produção fotográfica para além de seu realismo. É buscar nessa produção os movimentos do tempo, mudanças e permanências, somados às memórias afetivas e à diversidade de formas de ver e retratar o cotidiano e compreender a fotografia como produção cultural, documento, acervo, patrimônio cultural”, afirma a presidente do Iepha-MG, Michele Arroyo.

Na abertura do Circuito da Fotografia e do Patrimônio Cultural, a exposição “Capitais de Minas” vai ocupar a Alameda Travessia, da Praça da Liberdade, celebrando também os 120 anos de Belo Horizonte. A mostra é um recorte sobre a evolução arquitetônica e sócio-política de Minas Gerais, a partir de Belo Horizonte, Mariana e Ouro Preto.

Além disso, serão montados, na praça, quatro telões para projeções de fotos e vídeos relacionados aos patrimônio material e imaterial do Brasil e também alusivo à memória do povo brasileiro. 

O público vai poder apreciar também à noite, as 30 fotos vencedoras do concurso fotográfico no Instagram do Circuito Liberdade,  “Meu olhar sobre o patrimônio”. Os registros integram uma projeção especial na Fachada Digital do Espaço do Conhecimento UFMG. Os três primeiros colocados ainda receberão premiações especiais.

A programação completa do Circuito pode ser acessada no site http://fotografiaepatrimonio.com.br/

Festa

No sábado (19), uma grande celebração pelo Dia Internacional da Fotografia vai ocupar a Praça da Liberdade durante todo o dia. Haverá caminhadas fotográficas, sessão de fotos com profissionais de “lambe-lambe”, a tradicional feira de publicações independente Faísca, além de uma edição do ciclo de palestra Foto em Pauta, que trará a fotógrafa paraense Elza Lima e sua obra dedicada ao cotidiano da Amazônia. 

À noite, fechando o Circuito da Fotografia e Patrimônio Cultural, o espetáculo musical Duelo de Rimagem, em que MCs duelam rimando a partir de imagens ligadas ao patrimônio cultural mineiro projetados numa grande tela.

duelo mcs